Nesta quinta-feira, 29, por volta das quatro da tarde, um homem perdeu a cabeça em um prédio na Praia do Canto, localizada na capital do Espírito Santo, Vitória. Identificado como Bertrand Aron, de trinta e um anos, o homem havia acabado de chegar no prédio onde mora com seu veículo, quando começou a passar mal. Ele chegou a ter uma convulsão e desmaiar. Três funcionários do prédio levantaram e foram tentar ajudar o homem, que ao se levantar, estava completamente fora de si e transtornado. Chamado de rapaz tranquilo, mesmo machucado e sangrando na cabeça, ele começou a bater em uma faxineiro, sem qualquer motivo.

Um vídeo gravado por câmeras de segurança e que pode ser visto ao final dessa reportagem mostra como tudo aconteceu.

Publicidade
Publicidade

As imagens são fortes e acabaram servindo de prova contra o morador, que acabou sendo preso após a ação. Na sequência, o jovem, que é de porte 'bombadão', dá socos e pontapés na mulher que realiza a limpeza no prédio. Mesmo após ela ter desmaiado, o homem continuou a surrá-la. Algumas pessoas, vendo a mulher apanhar, apareceram e tentaram entender o que Bertrand fazia, mas ele não falava coisa com coisa. A polícia apareceu e levou o agressor e a faxineira para um hospital da região. Após ele receber os primeiros socorros, a polícia o levou para a delegacia e, mais tarde, para um presídio da região.

“Ele nunca tinha causado problemas no prédio, nunca imaginei que faria isso", disse um morador do local. A polícia encontrou 13 pinos dentro do carro do rapaz. A substância é parecida com a cocaína.

Publicidade

Além disso, o veículo estava com várias latas de cerveja vazias. A possibilidade mais provável é que, sob o efeito das drogas, o homem ficou perturbado e realizou a ação.

Veja abaixo o vídeo que mostra o exato momento da agressão. Atenção, as imagens podem ser consideradas fortes para algumas pessoas. Na sua opinião, que tipo de pena merece essa rapaz, que aparentemente saiu de si após se drogar? Deixe o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós.

#Crime #Investigação Criminal