Em práticas de esportes de aventura, várias regras de segurança são seguidas. Mesmo assim, acidentes acontecem. Tem coisas que não dão para serem previstas e o inevitável se torna real. Aos trinta e oito anos, um homem fazia uma das coisas que mais gostava na vida, pular de bungee jump. No entanto, algo acabou dando muito errado e ele faleceu. O caso aconteceu neste domingo, 18, na cidade de Mairinque, em Itu, São Paulo. O homem caiu de uma altura de mais de treze andares, em média quarenta metros. Ele pulava na ponte férrea Engenheiro Acrísio, que liga duas cidades da região, quando algo no seu aparelho de salto não funcionou da maneira adequada.

O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local, que já é conhecido da corporação, pois ali se treina rapel e se pratica outros tipos de esportes radicais.

Publicidade
Publicidade

O saltador estava tomando todas as medidas de segurança. Ele até colocou um colchão inflável no local, que amorteceria sua queda, caso algo no equipamento desse errado. O problema foi que a corda acabou esticando mais do que o necessário. Testemunhas dizem que o homem caiu no chão e quicou antes de bater no colchão. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi chamada, mas não teve muito o que pudesse ser feito.

O homem foi identificado como Fábio. Acredita-se que o que motivou a batida foi o rompimento da corda de segurança. Segundo os relatos de quem estava no local, o saltador até chegou a ser socorrido pelos representantes do Samu, mas não resistiu a gravidade de seus ferimentos. Quem viu a cena, revela que ficou muito assustado com tudo e que não esperava que aquela brincadeira acabasse tão mal.

Publicidade

A Polícia Civil da cidade de Mairinque disse que vai abrir uma investigação para entender o que aconteceu nesse caso.

Já se sabe que uma empresa teria organizado o salto e que familiares da vítima estavam no local. A ideia agora é ouvir todas as pessoas em forma de depoimentos.O corpo de Fábio foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Somente depois da perícia, ele será liberado para o enterro. #Crime