O caso aconteceu na noite desta quarta-feira (28), no bairro Caixa D’água, na cidade de Jacobina, Centro Norte Baiano. Era por volta das 21 horas quando três mulheres foram alvos de disparo de arma de fogo em um cabaré situado na Rua das Laranjeiras. A tentativa de homicídio foi registrada pela Polícia Militar.

Quatro homens chegaram ao local em um veiculo Astra, de cor prata. Um dos indivíduos, de posse de uma arma de fogo, desceu do veículo, entrou no bordel e atirou contra Josiene de Sousa Abrantes, de 22 anos; Rosicleide Pereira dos Santos, 20 anos; e na menor L.A.S., de 16 anos. Josiane foi alvejada na perna e nos braços, a menor levou um tiro no ombro e Rosicleide foi atingida no joelho.

Publicidade
Publicidade

A equipe de resgate do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e após os primeiros socorros, encaminharam as vítimas para o Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho (HMATS).

Rapidamente a Polícia Militar chegou ao local, e efetuou algumas diligências na região em busca dos suspeitos, mas ninguém foi localizado. No local foram encontradas cápsulas do calibre 32. A motivação e a autoria do crime ainda são um mistério.

O caso segue sob investigação policial.

Caso semelhante

No dia 21 deste mês foi registrado um caso semelhante, com vítimas fatais, só que desta vez em uma casa de prostituição em Jaboticabal, no interior de São Paulo.

Na ocasião, um homem identificado como William Roberto Ferreira Costa, de 27 anos, chegou ao prostíbulo à procura de uma prostituta com a qual ele costumava se relacionar.

Publicidade

Mas na ocasião ela estava acompanhada de outro homem. Desequilibrado, ele foi até seu carro, pegou uma arma de fogo, voltou para dentro da boate e matou seis pessoas. Após cometer o crime ele fugiu a pé do local.

Ele foi preso na quinta-feira, dia 22 de dezembro. Na delegacia ele apresentou outra versão para o caso. Segundo ele, ele cometeu o crime após desarmar outro homem que estava o ameaçando com uma arma.

As informações da polícia são de que esta versão contraria as informações repassadas pelas testemunhas, que alegam que ele foi até o carro buscar o revólver. Outro fator que chama a atenção é que ele atirou na cabeça das vítimas, e ainda recarregou o revólver. #Brasil #Casos de polícia #Morte