Imagens flagradas por circuito de monitoramento de segurança mostram o exato momento em que um comerciante é assassinado durante um assalto.

O #Crime aconteceu em um restaurante, que também funciona como pousada, em Vitória da Conquista, na Bahia, na madrugada do dia 15 último. O empresário, Domício Silveira do Amaral, reagiu assim que o criminoso anunciou o assalto e acabou levando a pior.

Pelas imagens é possível ver que eles lutam alguns segundos. A vítima chega a segurar o revólver, mas o assaltante consegue se manter com a arma e atira à queima roupa em Domício.

O estabelecimento fica na BR-116, na região Sudoeste da Bahia, e também atua como ponto de abastecimento de combustível.

Publicidade
Publicidade

Segundo as autoridades, três homens estavam lanchando no restaurante. Quando se dirigiram ao caixa para pagar a conta, um dos criminosos gritou que era um assalto. Domício acabou baleado e os bandidos conseguiram fugir com um carro, encontrado depois abandonado na BR-116, próximo ao chamado Planalto.

O veículo foi apreendido e dois dos suspeitos foram identificados com auxílio de outras imagens. Entretanto, ninguém foi preso e a polícia segue investigando para chegar ao paradeiro do grupo.

O local onde o crime ocorreu é bastante conhecido por quem trafega na rodovia e existe há duas décadas. Diversos assaltos foram registrados no local este ano.

A Delegacia de Homicídios de Vitória da Conquista, que está investigando o caso, disse que duas linhas de trabalho são consideradas para o inquérito.

Publicidade

Uma é homicídio e a outra é latrocínio, quando há roubo seguido de assassinato.

Parentes da vítima lamentaram mais uma morte violenta. Eles contaram que quatro dias antes, o mesmo comércio já tinha sido assaltado. Em entrevista à imprensa local, o genro de Domício, José Alves, ressaltou as qualidades do parente, que estava revoltado com os constantes ataques.

Numa tentativa de chamar a atenção das autoridades, conhecidos e funcionários fixaram faixas de luto no estabelecimento. Domício era pai de duas filhas e deixa ainda três netos. Ele tinha 57 anos de idade.

#Casos de polícia