O site Diário da Web publicou nesta quinta-feira, 22, a história de um cachorro herói. Outros sites compartilharam o conteúdo, apesar de que ainda não se sabe até que ponto tudo é verdade ou não. O portal diz que uma cadelinha vira-lata, de nome Toby, presenciou uma de suas donas, uma garotinha de treze anos, apanhando do padrasto. A menina, identificada apenas pelas iniciais E.P.S, seria constantemente espancada pelo novo marido de sua mãe, que beberia muito. A cachorrinha, que teria dez anos de idade, ao ver a última agressão, no entanto, ficou muito irritada. Ela reagiu com uma ferocidade incrível. O site disponibiliza uma foto de segundos antes da tal cadela heroína atacar.

Publicidade
Publicidade

Outros portais chegam a dizer que existe um vídeo que filmou tudo. No entanto, nossa reportagem não conseguiu achar o tal conteúdo. Um dos sites até disponibiliza o arquivo, mas é necessário baixar o vídeo, o que não é recomendável, pois pode ser, na verdade, um vírus malicioso a seu computador. O Diário na Web diz que entrevistou a menina que estava a apanhar do padrasto bêbado. Ele teria dito que o comportamento de Toby nunca foi esse, pelo contrário, ela seria muito dócil. "Ela sempre foi muito calma, andava na rua e nunca atacou ninguém”, explicou a menininha, que felizmente acabou saindo bem dessa briga com o padrasto.

E.P.S diz que o extinto de sua cadelinha falou mais alto e que o animal ficou durante mais de cinco minutos lutando com o homem. Apesar dela ser pequena, a cadela conseguiu êxito de defender sua dona, já que o homem, bêbado, estaria mais fraco e cambaleante.

Publicidade

O animal, segundo E.P.S. e sua irmã mais nova, que teria feito o registro da cena, nunca esteve tão furioso e disposto a brigar pela sua família. O site que divulgou a história alega que o vídeo não pode ser divulgado, pois a menina é menor de idade. Apesar da história ter cara de não ser tão verdadeira assim, ela está cativando muitas pessoas.

É bom lembrar que cachorros costumam realizar esse tipo de ação com certa frequência. #Crime