Durante a madrugada da última terça-feira (29), o avião que levava a delegação da #Chapecoense caiu em uma região montanhosa, de difícil acesso. O resgate precisava ser rápido para conseguir salvar o maior número de vidas possíveis, mas como chegar até lá? Foi então que surgiu um garoto que guiou a equipe de resgate, só que depois ele desapareceu e ninguém mais ouviu falar dele, sendo que muitos começaram até a dizer que teria sido um anjo.

Acontece que o jovem que ajudou a equipe de resgate a chegar ao local da queda da aeronave apareceu e ele se chama Johan Alexis Ramirez, tem 15 anos e revelou tudo o que aconteceu naquela noite.

Publicidade
Publicidade

Johan contou que estava com o pai assistindo a televisão na casa onde moram, em uma área rural, quando ouviram um estrondo, que era o avião se chocando na montanha. O jovem foi lá fora ver o que era e então percebeu que algo muito grave havia acontecido. Imediatamente ele tratou de ir para mais perto do local, ver o que era e foi nesse trajeto que ele encontrou a equipe de resgate que estava perdida, sem saber como chegar aos destroços da aeronave.

O garoto indicou o caminho mais rápido e assim foi possível chegar a tempo de resgatar algumas vidas ainda. Johan ainda ficou no local ajudando os bombeiros no resgate e fez tudo que podia para ajudar de alguma forma. O pai do garoto também foi para lá e começou a ajudar no resgate, só que um policial chegou e disse que ninguém poderia ficar ali, a não ser a equipe responsável pelo salvamento.

Publicidade

O pai de Johan contou que o policial foi tão rude com eles, que para não gerar mais problemas, os dois preferiram ir embora. Mas antes que o policial os impedisse de continuar ali ajudando, pai e filho ficaram cerca de 4 horas entre os destroços, ajudando no resgate de vivos e mortos.

Johan chegou até mesmo a discutir com um oficial, porque queria continuar ajudando, mas seu pai acho que era melhor eles irem embora, para evitarem transtornos, afinal, a prioridade no momento era se empenhar ao máximo no resgate.

O garoto ajudou a resgatar primeiro a comissária Ximena. Ele também ajudou no resgate do jogador Alan Ruschel. Teve um outro jogador que ele resgatou, mas o bombeiro disse que infelizmente, já estava morto.

Orgulhoso, o pai disse que seu filho é um herói, porque ao invés de saquear, como muitos fizeram, ele ficou ali ajudando a salvar vidas e não teve medo dos mortos, se empenhou totalmente na ajuda aos bombeiros. #Tragédia #Acidente