Nesta terça-feira, 20, o portal de notícias R7 divulgou um caso espantoso que aconteceu na cidade de Varginha, no Sul de Minas Gerais. O site da TV Record informou que alunos levaram um tremendo susto, quando estavam em plena sala de aula. Enquanto os estudantes assistiam à aula, uma cratera enorme se abrir e eles foram engolidos. O buraco, segundos os bombeiros que fizeram o resgate, tem cinco metros. A escola de Minas Gerais dá aulas de segurança. No momento em que tudo aconteceu, treze pessoas estavam no local, entre elas, um professor. O caso chamou a atenção. No final desta reportagem, você pode assistir a um vídeo que mostra como o local ficou após o incidente assustador.

Publicidade
Publicidade

O Corpo de Bombeiros informou que quatro pessoas ficaram feridas no incidente. A maioria teve escoriações. No entanto, uma teve ferimentos mais graves e teve que ser imobilizada. Segundo o portal de notícias R7, as vítimas foram enviadas ao Hospital Bom Pastor. A instituição fica no próprio município de Varginha. Ainda não se sabe o que fez o buraco se abrir. O assunto acabou virando notícia em toda a cidade. As pessoas tentam entender tudo o que aconteceu. De acordo com o gerente da escola, Gilciney Alberto de Castro, por conta do susto, a escola teve que ser fechada. Não está havendo mais nenhum tipo de aula no local.

A diretora da instituição diz que, temporariamente, a fim de não atrapalhar os estudos dos alunos, as aulas serão prestadas em outro local, que será informado aos estudantes.

Publicidade

O imóvel, segundo Castro, não possuía qualquer alerta de risco de desmoronamento. Ela lamentou o episódio, que assustou muita gente. No entanto, os bombeiros disseram que a construção não é regular. No entanto, o prédio funciona como uma escola desde o ano de 2010. A supervisão de autorização para que um prédio funcione é realizada pela prefeitura da cidade, que alega não ter encontrado nada de errado na construção e que, por isso, ela estaria liberada a funcionar.

Veja abaixo o vídeo com uma reportagem sobre o caso:

#Crime #Acidente