Nesta quinta-feira, 22, após ficar quase um mês internado em um hospital de Chapecó, no estado de Santa Catarina, teve alta o zagueiro Neto, um dos sobreviventes da tragédia aérea da #Chapecoense. Último resgatado com vida da queda aérea na cidade de Medellín, na Colômbia, Neto se emocionou várias vezes antes de deixar o hospital. Antes da partida, ele deu uma entrevista coletiva, na qual falou sobre o que chamou de milagre o fato dele continuar vivo. O atleta chorou ao lembrar os momentos trágicos que vitimaram 71 pessoas, dentre elas, 19 esportistas de seu time. Ao deixar o hospital, entretanto, mais emoção aparecia na vida do atleta. Uma menina, de nome Clara, conseguiu furar o esquema de segurança para dar um presente especial ao jogador.

Publicidade
Publicidade

Um pouco tímida, Clara, que aparenta ter menos de sete anos, estava com uma carinha em suas mãos. O jogador prosseguia até a um carro, mas fez questão de parar para saber o que aquela garotinha tanto queria. Ela então entregou o texto para ele. Ao olhar as primeiras linhas, Neto ficou extremamente emocionado e fez questão de dar um abraço na menininha. Ela, com um sorriso no rosto, via diante de seus olhos a prova de um milagre. Desenganado até mesmo por médicos, o futebolista sobreviveu à um trauma, mas não somente isso. Atualmente, já existe até a expectativa para que ele possa voltar aos gramados. A previsão é que ele e Alan Ruschel voltem aos campos no segundo semestre.

Extraoficialmente, comenta-se que a carta de Clara tinha uma mensagem de força para o jogador.

Publicidade

Ela fala de Deus e também de que é necessário seguir em frente. Todos os sobreviventes e as famílias das vítimas devem receber apoio psicológico, após tudo o que aconteceu. Nesta quinta-feira, 22, por exemplo, houve um jogo beneficente no estádio do Palmeiras, em São Paulo. Com nomes como Neymar e Robinho em campo, a partida teve como objetivo principal arrecadar fundos para as famílias dos que morreram no fatídico 29 de novembro, um dia que não será esquecido tão cedo.