Na noite desta última segunda-feira (12), Eleneuza Alves, de 30 anos, foi morta dentro de um veículo que estava parado para abastecer em um posto de gasolina em Valparaíso de Goiás, região metropolitana do Distrito Federal. Ao que tudo indica o principal suspeito é o ex-marido da vítima, Adriano Arcanjo Fernando, de 39 anos, que a atacou com golpes de faca. De acordo com as imagens captadas pelo circuito inteiro da distribuidora de combustíveis, o suspeito se aproxima de um carro vermelho no qual se encontrava a vítima e dá inúmeras facadas na mesma. A delgada da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), investiga o caso e conseguirá ter mais informações depois de analisar as cenas gravadas no estabelecimento.

Publicidade
Publicidade

A identidade do suspeito já foi averiguada, mas ele ainda não foi localizado. As cenas são chocantes, o ex-marido chega em uma motocicleta, se aproxima do carro e tenta alcançar a mulher que estava com seu novo namorado. O homem percebe o que estaria por acontecer e consegue fugir sem levar nem uma facada, é quando o ex-companheiro alcança a vítima pelo banco do motorista. Ele conseguiu fugir antes da chegada da polícia ao local.

Outras pessoas que também abasteciam seus carros no posto ficaram bastante assustadas, e acionaram a PM. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência também foi chamado para socorrer a mulher que perdeu muito sangue no local. Ela chegou a ser levada para o hospital regional, mas acabou não resistindo aos ferimentos graves. O homem vem sendo procurado pelos investigadores, mas ao que tudo indica se tratou de um #Crime passional.

Publicidade

Depois da separação a relação entre a mulher e o ex era bastante complicada e os dois vinham brigando principalmente depois que ela teria começado o relacionamento com o novo namorado. Segundo a polícia a mulher já tinha registrado diversas queixas contra o homem, dentro elas a de ameaça e lesão corporal. Uma medida preventiva já havia sido expedida contra ele para não se aproximar da ex-mulher, ele chegou a ser preso em outubro por descumprir a ordem judicial, mas acabou sendo solto. Agora os investigadores esperam encontrá-lo o mais rápido possível.

#Investigação Criminal