O estado da Bahia está passando por um sério problema na área da saúde. Uma #Doença misteriosa vem deixando os profissionais da saúde da cidade de Salvador com a pulga atrás da orelha. Mais de nove pessoas já procuraram atendimento médico depois de apresentar sintomas semelhantes nos últimos dias.

As pessoas apresentaram dores musculares e a cor da urina estava preta. Os casos considerados mais graves podem evoluir para uma insuficiência renal. O médico responsável pelas investigações, Doutor Gúbio Soares, que é um dos pesquisadores do laboratorial da UFBA – Universidade Federal da Bahia, afirmou que a doença é provocada por um vírus, porém eles ainda não conseguiram identificar qual.

Publicidade
Publicidade

O especialista disse que a maior probabilidade é que o #vírus seja transmitido por via oral, por meio do aparelho respiratório. Segundo o médico, um outro sintoma comum entre os pacientes é a presença de uma enzima chamada CPK. Essa enzima é responsável por regular o metabolismo dos tecidos de contração, como músculos do coração e do esqueleto.

Conforme informações do Doutor Gúbio, alguns pacientes apresentaram índices muito elevado da enzima CPK no organismo. Alguns tinha cerca de 100 mil unidades por litro de sangue, quando o normal no corpo é de 200 litros. Devido ao grande risco de que a doença misteriosa evolua para uma insuficiência renal, os doentes precisam ficar hospitalizados até que a urina fique normalizada.

Uma jovem de 24 anos foi uma das infectadas com a doença na capital baiana.

Publicidade

Ela relatou que o namorado também apresentou os mesmos sintomas. Segundo a estudante Giovana Colavolpe, ela começou sentindo dores insuportáveis pelo corpo e procurou o médico. A jovem precisou ser hospitalizada até que os sintomas da doença melhorassem.

Doença misteriosa

A princípio, a doença está sendo tratada com analgésicos e hidratação. O infectologista Antônio Bandeira disse que o paciente não deve tomar anti-inflamatórios de maneira alguma, pois pode provocar uma piora na função dos rins.

Os sintomas duram em média três dias, tempo que o organismo consegue se recuperar. O médico ainda afirmou que Salvador está passando por um #surto desta doença. A Secretaria de Saúde da Bahia comunicou que já está investigando o caso.