A violência doméstica é um crime muito comum no Brasil e no mundo. Geralmente, homens acabam agredindo suas esposas em momentos em que saem de si. O #Crime é tão comum que existe uma lei específica para defender as vítimas, a Lei Maria da Penha. No entanto, a legislação promete os dois lados, não apenas as mulheres e deve ser usada em um caso que ganhou o noticiário do Rio de Janeiro nesta terça-feira, 20. Uma mulher, que não teve o nome identificado, mas que é chamada de "esposa monstro", aparece batendo no marido debilitado. De acordo com informações do 'Bom Dia Rio', a mulher teria 53 anos e é casada com um homem 18 anos mais velho. O senhor, de 71 anos, não tem mais condições de se virar sozinho e é agredido em um vídeo mostrado pela Rede Globo.

Publicidade
Publicidade

O canal carioca diz que um pedestre, que passa sempre pela região, ao ver constantemente os maus tratos, decidiu se esconder para filmar o que aquela mulher faz com o seu marido. As imagens gravadas são estarrecedoras. A mulher dá um tapa no rosto do idoso e aperta suas bochechas com força, a fim de que ele tome alguma coisa. A pessoa que fez as imagens preferiu fazer uma denúncia anônima e entregou o vídeo para agentes da lei, que fazem a operação conhecida como 'Lapa Presente'. Os PMs entregaram o material então para a Polícia Civil, que trabalha com investigações. As duas entidades se uniram e decidiram ir até ao endereço indicado no vídeo.

A casa fica na sua Riachuelo. A mulher que bate em seu marido e o idoso foram levados para uma delegacia da região. À polícia, a mulher diz que não bateu no marido e que apenas estava tentando fazer ele se alimentar.

Publicidade

No entanto, o delegado não ficou convencido de suas explicações. Ele disse à Globo que a gravação já é um flagrante de maus tratos. O casal já está junto há mais de trinta anos, mesmo assim, a companheira trata dessa forma o marido, que estaria doente há cerca de um ano. Ele não se comunica mais. Já ela responderá pela Lei Maria da Penha e pode pegar até quatro anos de cadeia. #Investigação Criminal