Um garoto chamado André Garcia, que tem apenas 18 anos, residente de Embu das Artes (SP), foi aprovado na Universidade #Yale, que fica nos Estados Unidos, e ainda está no aguardo de outros resultados em universidades fora do Brasil. A mãe de André é diarista e o pai é vendedor de produtos de limpeza. O garoto estudou em escolas públicas até o nono ano do ensino fundamental até que ganhou uma bolsa de estudos no Colégio Lourenço Castanho, após passar pelo Ismart, que é um programa que possibilita jovens de baixa renda a conseguirem bolsas de estudo em escolas particulares. Já no início das aulas no ensino médio da nova escola, André sentiu a necessidade de um maior esforço para acompanhar o ritmo das aulas.

Publicidade
Publicidade

Por conta da distância entre sua casa e a escola, ele demorava cerca de 2h e meia para chegar na escola, mas afirmou que o cansaço ocasionado por conta da distância tem compensação, pois na escola particular teria uma estrutura muito melhor do que na pública. O garoto sempre esteve focado nos estudos e em busca de ainda mais qualidade na educação, foi aí então, que ele iniciou as pesquisas por oportunidades fora do país e disse que ficou inspirado com o que encontrou.

André afirmou que tinha uma grande desvantagem em relação aos outros alunos, pois muitos deles tinham aulas de inglês e até mesmo viajavam para praticar e aprender a língua de forma mais rápida, mas ele não perdeu tempo e estudou sozinho, além de mandar e-mails para editoras e ter sido presenteado com livros didáticos para o auxílio nos estudos.

Publicidade

Com o desenrolar das aulas, André decidiu fazer uma pesquisa sobre como o aquecimento global poderia interferir no aparecimento da dengue na sua cidade. Com o apoio de sua professora de biologia, ele foi para Yale palestrar sobre sua pesquisa para cerca de 500 pessoas. A sua visita a Yale só se deu por conta do programa Young Yale Global Scholars.

André disse que fazer a graduação fora do país é um motivo de grande alegria, pois ele e toda a sua família é de baixa renda e vive em comunidades. Eles ficaram receosos pelo fato dele ter que sair do país para estudar, mas sua mãe sempre o incentivou. Uma história que serve de motivação e inspiração para todos os jovens de baixa renda e que se limitam a isso para não conseguir conquistar seus sonhos. #superação