Acuado pelos protestos realizados em todo o Brasil neste domingo, dia 4, o governo do presidente #Michel Temer (PMDB) prepara um pacote de medidas microeconômicas para tentar frear a recessão e reestabelecer a economia nacional.

Enquanto parte do governo pressiona Temer para que ele substitua o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o presidente banca o ministro no cargo e deve anunciar o pacote nesta semana, acreditando em uma recuperação imediata da #Economia. Em entrevista ao jornal O Globo, Temer afirmou que tentará “impulsionar a economia a partir de agora” com “dez medidas” que serão implementadas por Meirelles.

“Falar em troca de ministro da Fazenda agora não é um desserviço apenas ao governo, mas ao país”, disse Temer à publicação, negando veementemente que irá substituir o ministro.

Publicidade
Publicidade

Temer disse acreditar que as medidas aplicadas até agora irão surtir efeito e recuperar a economia a partir do segundo semestre do ano que vem, mas que até lá será preciso lançar mão de outras estratégias para uma melhora imediata no quadro da recessão brasileira.

Principais alvos dos protestos realizados neste domingo, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), seriam dois aliados de Temer favoráveis à substituição imediata de Meirelles na pasta da Fazenda. #Protestos no Brasil