Neste domingo, 18, uma notícia mexeu com o Brasil. Um vídeo gravado ainda no sábado, 17, mostra a guarda civil feminina, Edvania Nayara, apanhando brutalmente de um motorista. O homem que aparece nas imagens que chocaram o país é Felipe Neder, de trinta e quatro anos. A situação aconteceu na cidade de Três Corações, Minas Gerais. Toda a sequência de golpes foi filmada por transeuntes, que em nenhum momento ajudaram Edvania. Algumas pessoas apenas a seguraram, evitando que o agressor e ela pudessem entrar em uma briga.

Edvania parou o carro de Felipe, pois ele discutia bastante com a esposa dele dentro do veículo. A mulher do motorista seria Ana Paula, delegada da cidade onde a briga acabou sendo registrada.

Publicidade
Publicidade

Após parar o carro, Edvania viu Ana jogando a chave do veículo para ela, evitando que o condutor do automóvel fosse à frente. Ele, no entanto, ficou bastante estressado com a situação, destilando diversos golpes contra a guarda civil feminina. O primeira golpe foi no rosto. Em seguida, ele puxou os cabelos da mulher e a chutou no rosto de movo covarde, não dando nenhuma chance para a sua defesa.

A guarda chegou a gravar um vídeo emocionado em que chama o homem de vagabundo e pede para que as pessoas a ajudem a encontrar o responsável pela agressão. Horas depois, o caso tornou-se de repercussão nacional e ela decidiu excluir a publicação, evitando problemas em seu trabalho. Mesmo assim, ela teve o apoio de muitos militares. Outras guardas, bombeiras e policias militares se uniram, gravando vídeos direcionados à Edvania.

Publicidade

Não demorou muito para que personalidades, como Felipe Neto e Alexandre Frota se pronunciassem. Ele, por exemplo, gravou um vídeo dizendo que apenas flores devem ser dadas à uma mulher.

No início da tarde deste domingo, 18, Edvania voltou ao Facebook para comemorar a prisão do homem que bateu nela. Ela fez um desabafo emocionado sobre tudo o que aconteceu. "O vídeo chegou em mãos boas que me ajudarão a resolver e solucionar todo esse acontecimento", revelou. Veja abaixo a mensagem completa escrita por ela.

#Crime