François Patrick Gouveia foi preso pela Justiça da Espanha, por ter confessado o assassinato de uma família de paraibanos que moravam em Pioz, Foi avaliado psicologicamente como um psicopata, uma pessoa desprovida de empatia. De acordo com a TVE da #Espanha em uma matéria que foi ao ar na segunda-feira (12), após acessar o laudo psiquiátrico do rapaz. A #Família assassinada tinha quatro membros Janaína Diniz, Marcos Nogueira e duas crianças.

Desprovido de empatia e consciente de suas atitudes

O laudo psiquiátrico do rapaz o classifica como uma pessoa consciente de seus atos, perspicaz e sem emoção nenhuma. Em nenhum momento, ele mostrou empatia ou pena de suas vítimas.

Publicidade
Publicidade

Foram feitas três sessões com psiquiatras forenses. A avaliação é uma das provas periciais para responsabilizar Gouveia na chacina. Ele estava preso desde o dia 21 de outubro na cidade Acalá Meco, depois foi transferido para o presídio de Estremera, uma província de Madri, depois de receber ameaças de morte.

Queria matar o tio, mas decidiu matar toda a família

Segunda a imprensa espanhola, Gouveia disse que fez tudo premeditadamente e afirmou que foi a casa com a intenção de matar todos os parentes. Ele disse que seria “cruel matar apenas o tio” e deixar as crianças de pai e a esposa sem o marido. Tudo fora rápido segundo o psicopata, que a vítimas nem chegaram a gritar ou sofrer dor.

Todos os corpos da família foram esquartejados, e depois encontrados em uma casa na cidade espanhola de Pioz em setembro, depois que o vizinho avisou a polícia sobre o mau cheiro perto da casa da família.

Publicidade

Gouveia esfaqueou um professor com 16 anos

Patrick foi detido em Altamira depois de esfaquear um professor dentro da sala de aula com 16 anos, no ano de 2013. O rapaz disse que antes de matar a família planejou tudo e que se arrepende de ter feito isso, Segundo o rapaz, desde os 12 anos ele sente a necessidade de matar, e que bebe muito com sente este desejo.

O amigo Marvin Henriques que deu dicas por WhatsApp, a Patrick em quanto cometia o crime na Espanha, foi preso em João Pessoa. Ele foi indiciado por participar diretamente na morte de Marcos Campos. Quando começou a conversar com o Patrick, ele já teria matado a esposa e os filhos de Marcos.Gouveia disse que Marvin é como seu irmão mais novo e que ambos são inseparáveis. #Psicopatia