Nesta última segunda-feira (05), a jovem Mariana Reis Moscatello de Carvalo, de 24 anos, foi detida mais uma vez pela polícia por envolvimento com o tráfico de drogas em Sinope, município que fica a quinhentos quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso. Não é a primeira vez que a polícia captura a jovem que tem uma vasta ficha criminal por tráfico.

No entanto, agora ficou claro para os investigadores que ela ocupa um cargo alto dentro da facção. Inicialmente, pensava-se que Mariana tinha um papel secundário de transporte da droga, mas ficou evidente após interceptações telefônicas que ela é uma das pessoas que comandam a quadrilha.

Publicidade
Publicidade

Apesar do rosto bonito a menina é uma criminosa perigosa, era ela quem decidia quem cometeria ou não os crimes dentro do grupo, além de recrutar novos integrantes e dar coordenadas aos antigos membros.

A Polícia Civil há bastante tempo investigava a jovem que já foi detida mais de dez vezes pelos crimes de tráfico e roubo em municípios do MT. A operação foi deflagrada quando os investigadores começaram a analisar crimes que aconteciam na cidade de Sorriso, que estavam acontecendo com freqüência.

De acordo com os investigadores Mariana possuía duas propriedades uma em Sorriso, aonde os crimes vinham acontecendo e outra em Sinop, todas as duas compradas com o dinheiro da venda de drogas. Ao que tudo indica no comando do tráfico ela chegava a lucrar mensalmente quase vinte mil reais. Vistorias foram feitas nas duas casas da jovem, que impressionava pelo volume de operações que organizava com apenas vinte e poucos anos.

Publicidade

Durante o trabalho de busca e apreensão diversas anotações em papel constataram que era ela quem ditava ordens aos criminosos. Nos cadernos encontrados, nomes de bandidos estavam escritos, além do planejamento de diversos crimes. Além disso, foram encontradas cartas dos traficantes pedindo permissão a ela para cometerem os crimes. De acordo com delegado Bruno Abreu, Mariana vigiava inclusive a ação policial, em uma das anotações ela indicava em qual município seria melhor instalar uma boca de fumo devido ao pouco policiamento. A jovem agora permanecerá presa e à disposição da justiça.

#Crime #Casos de polícia