Ilaídes Padilha, mãe do goleiro Danilo, ídolo e titular do time da Chapecoense, estava no estádio da Chapecó, nesta sexta-feira (3). E como a maioria dos familiares dos jogadores, compactuavam da mesma dor de perder um ente querido.

O repórter Guido Nunes então pergunta a dona Ilaídes quando foi o último contato com o Danilo, ela responde que antes de embarcar no voo para Colômbia, ele teria ligado para ela e para o pai, pois o filho sempre ligava para eles. Segundo a mãe do jogador, que se despediu dela e disse que quando chegasse à Colômbia avisaria a eles.

Na entrevista dona Ilaídes disse que foi avisada do acidente por um amigo, que bateu na porta de sua casa as 4h da manhã, comunicando que o avião que levava o time tinha caído.

Publicidade
Publicidade

Ela conta que o sofrimento e angústia por notícias começou a partir daí.

Eles buscavam notícias pela TV, e cada emissora falava uma coisa. A mãe jogador relata que a angustia e esperança aumentou quando a TV informou o nome de Danilo, como um dos sobreviventes, e a tarde as 15h00min, recebem a notícia de sua morte. Ela declara que foi muito sofrido, pois ele foi diferente dos outros, teria sido encontrado vivo, então acendeu a esperança de reencontrar seu filho vivo novamente.

Dona Ilaídes ainda relatou a dor da espera da chegada do corpo em um caixão lacrado, sem poder ter contato físico com seu filho, e de se despedir a distância isso era muito doloroso.

Dona Ilaíldes surpreende ao repórter Guido Nunes, ao perguntar a ele como ele se sentia, em ter perdido tantos colegas queridos na tragédia.

Publicidade

Neste momento o repórter se emociona, ela então o questiona: “Você consegue responder?” e Guido mal consegue responder, balança a cabeça em sinal negativo. Dona Ilaídes então pede para abraçá-lo, e ao se abraçarem o repórter cai em lágrimas.

A mãe de Danilo, o consola num abraço cheio de emoção. Ela diz ao repórter, que além do talento de seu filho, quem fez tanto o filho dela como os outros jogadores crescerem foram eles, da imprensa. Ela diz que aquele era um abraço de mãe, que ela sabia que todos estavam sofrendo como ela. Ela conta que foi ao estádio para abraçar todos os torcedores e retribuir o amor deles, que ela se sentia um pouco mãe de cada um.

Durante o abraço em que caiu em lágrimas Guido não conseguiu mais falar, e a matéria retornou ao Estúdio do Jornal SporTV, onde foi relatado a firmeza e serenidade de dona Ilaídes, mesmo diante de tanta dor. Confira abaixo o vídeo da matéria.

#Crime #Casos de polícia