Uma semana. Nesta terça-feira, 6, completará a primeira semana após a maior tragédia do mundo do esporte. Naquela terça-feira, 29 de novembro, um avião que levava a delegação da Chapecoense para a cidade de Medellín, na Colômbia, caiu faltando apenas 38 Km para chegar ao aeroporto. 71 pessoas faleceram. Desde então, famílias choram às mortes de seus entes queridos. No sábado, 3, ocorreu um velório coletivo na arena Condá, no estado de Santa Catarina. 50 corpos foram velados na cerimônia, transmitida pela Rede Globo durante mais de sete horas para todo o Brasil, em uma das maiores coberturas da emissora.

Já do domingo, 4, famílias tiveram mais tempo para se despedir dos seus parentes queridos.

Publicidade
Publicidade

Foi o que aconteceu com os amigos e familiares do lateral Gimenez, um dos mortos da tragédia de Medellín. O enterro dele aconteceu na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo, onde passou a maior parte de sua vida. Já o seu velório aconteceu no gramado do Botafogo-SP, time que defendeu durante dois anos, antes de se transferir para a #Chapecoense, no estado de São Paulo. No entanto, segundo informações do site Globo Esporte, algo lamentável aconteceu naquele momento que era para ser apenas de união. Duas mulheres importantes na vida de Gimenez brigaram feio.

Patrícia, a viúva do atleta, e Rosana Gimenez, mãe do jogador, estranharam-se ao lado do caixão. Tudo começou quando Patrícia pediu para ficar quinze minutos sozinha com o caixão de seu companheiro. Os familiares atenderam ao pedido, montando uma tenda para isso.

Publicidade

Alguns minutos depois, Rosana mandou que abrissem os portões do estádio, fazendo os fãs de seu filho se despedirem dele. A viúva do atleta sentiu-se desrespeitada. Com muita raiva da sogra, começou uma forte discussão. Em seguida, elas saíram no tapa e caíram no chão. Parentes, que viam perplexos à cena, tentaram separar a discussão.

O fato repercutiu muito nas redes sociais. Internautas argumentam que aquele era um momento de dor. Além disso, não se sabe qual era a relação das duas mulheres antes da tragédia.