Foi no último domingo (4), que mais de 200 cidades em todo o Brasil se uniram para manifestar contra corrupção e apoiar a Lava a Jato, e Imperatriz, no Maranhão, não ficou de fora. A #Manifestação aconteceu na Praça Brasil, no centro da cidade, com uma pequena caminhada até o viaduto, onde foi colocado uma faixa. Importante falar que foi um ato pacífico, sem violência e apartidário.

As manifestações foram organizadas pela rede social, depois que os deputados da câmara votaram o pacote anticorrupção, alterando o seu texto e o transformando em uma "legalização da corrupção". O pacote aprovado pela câmara prevê que os juízes e promotores sejam punidos em caso de abuso de autoridade, no exercício da sua função de julgar e acusar, desta forma, deixando os profissionais acuados.

Publicidade
Publicidade

Além de alterar e incluir medidas, a câmara recusou a maioria dos 10 itens previstos na proposta original, que foi apresentada pelo Ministério Público Federal.

A emenda lista as situações em que juízes e promotores poderão ser processados, com pena de seis meses a dois anos de reclusão. Entre as condutas que passariam a ser crime estariam a atuação dos magistrados com motivação político-partidária e a apresentação pelo Ministério Público de ação de improbidade administrativa contra agente público "de maneira temerária". Nesse caso, além de prisão, os promotores também estariam sujeitos a indenizar o denunciado por danos materiais e morais ou à imagem que tiver provocado.

Os Maranhenses têm um motivo a mais para ir às ruas. O deputado responsável por alterar a emenda que desfigurou as 10 medidas, Weverton Rocha, é do Maranhão.

Publicidade

Logo, além de apoiar a Lava a Jato, os manifestantes fizeram questão de mostrar que o deputado não os representa.

Foi um domingo onde a cidadania e a sede de mudança falou mais alto. "A população foi às ruas para demonstrar aos políticos que não aguenta mais tanta impunidade", explica um dos manifestantes. Independente da ideologia e da bandeira, todos se uniram por um único motivo: não à corrupção.

O grupo já tem outro encontro marcado para o dia 09 de dezembro, na praça Brasil, às 09h. Será um movimento pelo Dia Internacional do Combate à Corrupção. #Lava-Jato #10medidas