No fim da tarde desta última quinta-feira (08), um caso de maus tratos contra um cachorro chocou a cidade de Itapetininga, em São Paulo. O circuito interno de segurança de uma Organização Não Governamental que cuida de #Animais órfãos flagrou uma cena terrível. Um homem foi visto através das câmeras de segurança do local, estacionando em frente ao portão principal, e literalmente lançando o cão por cima das grades.

O suspeito que vestia camisa branca, e calça jeans, aparenta ter por volta de sessenta anos e trazia o animal na carroceria de uma caminhonete. O que se pode ver foi estarrecedor, ele para o veículo de ré na entrada da associação sem fins lucrativos, desce do carro, sobe na carroceria e desamarra o cachorro que parece não se dar conta do que estaria por acontecer.

Publicidade
Publicidade

Ele então carrega o animal que é de uma espécie de grande porte e lança o bicho por cima do portão. Assista à cena da agressão no vídeo a seguir:

A ONG se chama União Internacional Protetora dos Animais, e é conhecida no município pelo trabalho exemplar que realiza com animais abandonados.

Assim que os funcionários da instituição perceberam a ação criminosa foram até o portão e convidaram o homem a entrar. Não se sabe precisar ainda se o animal sofreu algum trauma devido à queda de uma altura relativamente alta.

Segundo relato dos funcionários o cão passou por exames veterinários e ao que tudo indica ficará bem. Aparentemente o suspeito não deu explicação sobre o ocorrido. Imediatamente as organizadoras da casa de proteção aos animais acionaram a polícia, foi quando o homem pulou o muro do local e fugiu.

Publicidade

As cenas ajudarão a Polícia Civil que já abriu um inquérito e iniciou investigação a tentar identificar o suspeito.

O que ele parece não saber é que violência contra os animais é #Crime e pode dar cadeia. A detenção pode chegar até a um ano com adicional de pagamento de multa. Todos os dias milhares de animais são abandonados, e organizações como essa tentam avidamente suprir a necessidade dos bichos em relação ao bem estar e a procura de novos lares adotivos. Muitos internautas se manifestaram repudiando a ação do suspeito.