O McDonald’s, uma das maiores redes de fast-food do mundo, anunciou na quarta-feira (14), que irá incluir saladas com vegetais orgânicos em seu cardápio no país. A novidade começa a ser servida no primeiro trimestre de 2017, mas por enquanto estará presente apenas em alguns restaurantes da empresa no Brasil. A informação foi divulgada pela Arcos Dorados, operadora da rede no país, com exclusividade ao Broadcast Agro, da Agência Estado.

A iniciativa chegará inicialmente nos restaurantes de São Paulo, capital. A intenção do McDonald’s é aumentar a distribuição dos novos produtos em seus estabelecimentos aos poucos, mas isso só deve acontecer conforme os fornecedores conseguirem aumentar suas produções.

Publicidade
Publicidade

O presidente da Divisão Brasil da Arcos Dorados, Paulo Camargo, afirmou em nota que a produção de vegetais orgânicos "é mais um passo inovador, que vai envolver o fomento à agricultura familiar, algo fundamental para o desenvolvimento sustentável do setor".

Sustentabilidade e inovação

De acordo com a empresa, o McDonald’s será o primeiro empreendimento do setor de fast-food a adotar a iniciativa de servir alimentos saudáveis em seus produtos.

A novidade faz parte de um grupo de iniciativas sustentáveis que a marca vem tomando no Brasil. A rede já anunciou que só irá comprar carne verificada, com origem de regiões que utilizam práticas sustentáveis. Além disso, seus fornecedores de carne suína terão que limitar o uso de celas de gestação e utilizar o sistema de criadouros coletivos até 2022.

Publicidade

Recentemente, o McDonald’s também anunciou outra medida: a partir de 2025, irá comprar apenas ovos de galinhas livres de gaiolas e proteínas de fornecedores que não promovem o crescimento dos animais através do uso de antibióticos.

Alimentação saudável?

O McDonald’s já oferece algumas opções de salada em seu cardápio brasileiro, mas nenhuma delas inclui alimentos orgânicos. Há quem duvide que a opção seja das mais saudáveis. No começo deste ano, o jornal britânico Daily Mail questionou a nova versão da salada de couve oferecida no Reino Unido. Além da própria couve, o prato teria frango frito, parmesão, molho e bacon, com 730 calorias no total, 200 a mais do que na versão anterior.

A salada também teria 53 gramas de gordura, quase o dobro do Big Mac, que tem 28 gramas. O molho oferecido no prato tem mais de 200 calorias e 22 gramas de gordura. Já as calorias da salada completa são equivalentes a seis nuggets!

Mas as saladas brasileiras são bem melhores nesse quesito: a salada Caesar, oferecida nas versões Crispy ou Grill, tem, respectivamente, 215 e 202 calorias cada, enquanto a salada de atum contém 261 calorias.

Publicidade

O molho Caesar tem 65 calorias, mas o molho de azeite e vinagre balsâmico tem praticamente o dobro das calorias, 129.

É preciso ficar atento também à quantidade de sódio apresentada em alimentos de redes de fast-food, que costumam ser muito altos. A salada Caesar Grill, por exemplo, tem 733 mg de sódio, o que representa 31% da quantia de sódio diária que uma pessoa deve comer, de acordo com o próprio site da empresa.

No site do McDonald’s você pode conferir todos os pratos oferecidos e suas informações nutricionais. Basta ir em “Cardápios” e escolher o tipo de alimento. #McDonald's #Alimentação Saudável #Saúde