Um vídeo publicado no Youtube, no último dia 2 de dezembro, já conta com quase 700 mil visualizações. O motivo é a sequência de cenas assustadoras que um motociclista filmou sem querer, enquanto estava parado no trânsito.

O rapaz fez um flagrante de um assalto à mão armada, cuja vítima foi ele próprio. O vídeo com as imagens do motociclista foi produzido e publicado no Youtube por uma equipe da ROMU de Santo André, na Região do ABC Paulista. ROMU que dizer Rondas Ostensivas Motorizadas.

O vídeo tem dois minutos e cinquenta segundos e começa em uma viatura da ROMU, que havia sido chamada para dar suporte à ROTAM (Rondas Táticas com Apoio de Motocicletas) de São Caetano do Sul, cidade vizinha, na referida ocorrência de roubo a uma moto modelo Suzuki Bandit.

Publicidade
Publicidade

Na sequência aparecem as imagens da vítima dirigindo. O cinegrafista trafega com sua moto pelas ruas da cidade e faz filmagens ao mesmo tempo, lembrando de pontos da cidade que frequentava quando já era mais jovem.

Após parar no semáforo e até considerar fazer uma conversão irregular, o motociclista desiste de praticar a irregularidade no trânsito. Ele chega a dizer “Melhor não. Hoje em dia estou ‘cagão’”.

E exatamente neste momento ele é surpreendido por bandidos que anunciam o assalto com armas em punho. Inclusive, um dos criminosos que aparece nas imagens aparenta ter menos de 18 anos.

O motociclista não reage e afirma: “Leva, leva”, entregando a chave ao marginal. O meliante chega a derrubar o seu capacete no chão. Momentos se passam em que a câmera fica filmando o céu e depois é possível ver os bandidos acelerando e partindo com a moto que acabara de ser roubada.

Publicidade

O vídeo recomeça com o condutor em campo, ao lado dos policiais. Os agentes haviam localizado o produto do roubo alguns minutos depois da ação criminosa e estavam no encalço dos bandidos, que haviam pulado um muro para fugir.

Ao final do vídeo, há a imagem aproximada do criminoso, que acabou conseguindo se evadir e ainda é considerado procurado pelas autoridades policiais da Região do ABC Paulista.

#Crime #Casos de polícia