Acidentes de carros acontecem todos os dias. No entanto, alguns chamam mais atenção, devido à cenas fortes, exibindo como os veículos acabaram ficando. Foi o caso de um acidente na cidade de Correntina, no Oeste da Bahia. De acordo com informações do portal de notícias G1, em reportagem publicada nesta sexta-feira, 16, um carro e uma van bateram em um trecho deserto da BR-349. Nove pessoas ficaram feridas e três faleceram com o impacto. A batida entre os dois veículos foi tão forte que o motor do carro de passeio voou alguns metros, sendo achado em um matagal. Já o carro popular ficou completamente destruído.

A Polícia Rodoviária Federal disse ao G1 que a principal hipótese para o acidente é que o motorista do carro popular tenha dormido enquanto dirigia.

Publicidade
Publicidade

Em seguida, ele invadiu a contramão e bateu de frente com a van. O outro veículo fazia o seu caminho correto. A batida grave aconteceu pouco antes do amanhecer, às cinco da manhã. Isso é o que faz os agentes acreditarem que o motorista tenha dormido. Um dos mortos foi justamente o motorista do carro de passeio. Ele e uma outra mulher, que estava na van, faleceram no próprio local da tragédia. Outro que acabou falecendo foi o condutor da van. Ele ainda recebeu socorros, mas acabou perdendo a vida quando estava a caminho do hospital.

Saiba mais sobre a situação das vítimas

O socorro às vítimas foi realizado pelo Samu. Na nossa galeria de imagens, você leitor pode ver três fotos do local da colisão. Os registros são realmente impressionantes e mostram como a vida pode ter um final tão trágico.

Publicidade

Para acessar a galeria, basta ir na foto que está no canto superior esquerdo desta reportagem. Segundo o G1, nenhuma das vítimas teve o nome revelado. No carro menor, além do motorista estaria a família dele, uma mulher e um menininha de dez anos. A criança está em estado grave e foi transferida para um hospital de Brasília.

Dos passageiros da van, apenas dois não ficaram gravemente feridos. 7 outros foram levados para hospitais da região. #Crime #Investigação Criminal