Um #Crime foi registrado na noite de quinta-feira (29/12), no bairro Jardim Vida Nova, em Campo Grande, capital do estado do Mato Grosso do Sul (MS). A vítima foi identificada como Elisângela Barbosa de Oliveira Silva, de 41 anos. O principal suspeito do crime é o marido dela, Edhem Araújo Silva, 34 anos, suspeito por passagens na polícia pelos crimes de tráfico de drogas, receptação, ameaça e ligação com facções criminosas.

Segundo informações repassadas pela polícia, a vítima estava dentro de um quarto da sua residência usando um computador, quando o acusado entrou e, de repente, começou a discutir com ela pelo simples fato de ela estar utilizando o aparelho.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito começou a espancar a esposa e, em seguida, de posse de uma arma de fogo, efetuou um disparo contra a esposa, atingindo-a no pescoço.

Conforme relatam os vizinhos do casal, foi ouvida uma gritaria no momento do crime, o que fez com que eles saíssem de suas casas para verem o que tinha acontecido. Foi quando eles flagraram o suspeito colocando a vítima dentro do carro.

Segundo os vizinhos, o homem levou a mulher para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. Em seguida, o criminoso percebeu que a gasolina do tinha acabado. No entanto, ele abandonou o veículo no local.

De acordo com informações da polícia, o marido tinha chamado um mototáxi e voltou até a cena do crime, pegou algumas peças de roupas e fugiu a pé. Já a esposa, que ficou na unidade médica, recebeu os primeiros atendimentos, mas, devido à gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu.

Publicidade

O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campo Grande, passou por todos os exames necessários e, logo após, foi liberado aos familiares para o sepultamento.

A polícia foi acionada pelos vizinhos Quando chegaram ao local informado, os policiais fizeram uma busca na região à procura do suspeito, mas não obtiveram. O crime foi registrado como feminicídio na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM). Como manda a lei, um inquérito foi aberto e o caso está sendo investigado.

Prisão do acusado

O principal suspeito de ter assassinado a mulher foi preso pela polícia na tarde desta sexta-feira (30). Ele estava escondido numa casa localizada no bairro Jardim Anache, em Campo Grande. O delegado Weber Luciano de Medeiros explicou sobre as investigações. “Nós chegamos até ele através de investigações. Encontramos ele nessa residência e agora vamos até o local do crime para fazer a perícia”, informou o delegado. A polícia ainda busca a arma do crime. #Investigação Criminal #Casos de polícia