Na tarde desta última segunda-feira (26), a jovem Thainá da Silva Pinto, de 21 anos, foi detida pelo sequestro de Rayanne Christini, de 22 anos, que aconteceu na Central do Brasil, no Rio de Janeiro. A suspeita teria elabora uma farsa grande para conseguir enganar não só à vítima, mas a toda a sua família, fingindo também estar grávida. Para cada um ela contava uma história que também era narrada nas redes sociais diariamente. Para a outra jovem sequestrada ela teria dito que tinha uma bebê de sete meses e possuía roupas que não cabiam mais na suposta criança e que por isso poderia doá-las. Essa foi a isca para atrair a gestante até a Central do Brasil onde o sequestro aconteceu.

Publicidade
Publicidade

Para a família ela contava outra história, dizia que estava grávida há quase nove meses, e fez com que todos se envolvessem comprando roupas, brinquedos, fraldas e berço para a suposta neném. Já nas redes sociais ela dizia estar grávida desde setembro deste ano, ou seja, com aproximadamente quatro meses de gestação. Toda a mentira era compactuada pelo marido que também ajudava a postar nas redes sociais fotos enaltecendo a gravidez da mulher.

A farsa caiu por terra depois do sumiço do Rayanne. Durante as investigações da polícia as câmeras de segurança do circuito interno da estação foram analisadas e as últimas imagens em que a gestante aparece ela estava acompanhada de Thainá. Foi aí que o mundo da farsante começou a desmoronar. Como a gestante havia entrado em contato com a suspeita pelas redes sociais alguns familiares dela já sabiam quem era a criminosa.

Publicidade

Eles então acabaram identificando Thainá nas imagens mostradas pela polícia. Dessa maneira os policiais foram até o bairro de Magé, atrás da jovem e contataram a família dela. Qual não foi a surpresa de todos ao saberem que na verdade Thainá não estava grávida e que além disso, estava sendo a principal suspeita de um #Crime grave. O irmão da jovem disse que os pais deles ainda não acreditam no que está acontecendo. Segundo ele, a família toda é evangélica e sempre pregou a honestidade, e não o porquê da garota ter mentido desse jeito. Para eles a decepção foi muito grande. Tanto Thainá como o marido serão indiciados, a jovem seguirá presa até que saia decisão judicial.

#Investigação Criminal