O jogador Neto, um dos 4 sobreviventes brasileiros da queda do avião da LaMia não se recorda do acidente. De acordo com a Globo, o jogador indagou repetida vezes aos médicos que cuidam dele como foi a partida contra o Atlético Nacional e o que houve com ele durante o jogo para estar tão ferido.

O time estava viajando para disputar a final da Copa Sul-Americana, quando bateu em uma montanha em La Únion, Colômbia, a 17 km do aeroporto "José María Córdova", durante a madrugada do dia (29). A causa do acidente segundo investigações foi a falta de combustível, o piloto Miguel Quiroga, ainda foi avisado por uma funcionária do aeroporto que não havia combustível suficiente para completar a viagem, e que estava fazendo um plano alternativo.

Publicidade
Publicidade

No acidente morreram 71 pessoas, dentre elas 19 jogadores e 24 membros da equipe técnica do time. Sobreviveram 6 pessoas dentre elas 4 jogadores brasileiros e 2 tripulantes da companhia aérea LaMia.

Segundo Carlos Mendonça, um dos médicos da #Chapecoense, disse que, por recomendação da psicóloga, os médicos estão evitando contar a verdade. Seria prejudicial para a recuperação clínica do jogador, e aguardam uma opinião mais avalizada. O estado de saúde do jogador era o mais preocupante dos quatro sobreviventes. Ele respirava com ajuda de ventilação mecânica, e sua recuperação era a mais lenta. Também ainda estão sob cuidados médicos os jogadores Alan Ruschel e Jackson Follmann, o jornalista Rafael Henzel e os tripulantes Erwin Tumiri e Ximena Suárez.

Neto estava em coma induzido e agora respira sem ajuda de aparelhos depois de passar 9 dias dependendo de ventilação mecânica.

Publicidade

No entanto, segundo o médico Edson Stakonski que, apesar da melhora, ele ainda é um paciente da UTI que necessita de acompanhamento contínuo, mas que ele tem evoluído bem ao tratamento.

A Conmebol aceitou o pedido do Atlético Nacional de declarar a Chapecoense campeã da Copa Sul-Americana. O time poderá jogar a Copa Libertadores e a Recopa Sul-Americana e receberá a premiação de (R$ 6,86 milhões). #Tragédia #forçaneto