Neto, zagueiro da Chapecoense, é um dos sobreviventes à queda do avião e o único que ainda não sabe que o avião caiu, matando quase toda a delegação do time, além de jornalistas. Neste último sábado (10), os médicos estiveram com o jogador para avaliar seu quadro e por diversas vezes ele quis saber a respeito do jogo contra o Atlético Nacional. Essa seria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. #Neto está preocupado e não sabe o que aconteceu com o avião, não faz ideia de que ele sobreviveu a uma #Tragédia e muito menos da morte de seus colegas.

Os médicos não revelaram a verdade ao jogador porque já tinham sido instruídos pela psicóloga que vem acompanhando o caso para não comentarem nada a respeito.

Publicidade
Publicidade

Sempre que Neto perguntava sobre o jogo da #Chapecoense, os médicos procuravam desviar o assunto, pois a psicóloga lhes disse que um choque emocional pode até mesmo piorar a recuperação clínica e que será preciso aguardar o momento certo para que ela mesma tenha uma conversa com o zagueiro, e aí sim lhe revele toda a verdade.

O caso do jogador da Chapecoense ainda obriga a muitos cuidados. Somente agora ele começou a respirar sem a ajuda dos aparelhos, tendo ficado nove dias totalmente dependente de ventilação mecânica. Após a retirada dos aparelhos, os médicos começaram a acompanhá-lo muito mais de perto para terem certeza que ele continuará melhorando. O quadro clínico do jogador é favorável, ele tem tudo para continuar melhorando dia após dia, mas não pode haver nenhum descuido e o lado emocional contará muito durante esse processo.

Publicidade

Carlos Mendonça, médico da Chapecoense, está na Colômbia acompanhando o jogador de perto e informou que recebeu uma recomendação da psicóloga para que por enquanto ele não diga nada, nem sobre a partida que acabou não acontecendo, nem sobre a queda do avião e muito menos a respeito da morte dos demais jogadores. Para evitar uma piora na recuperação clínica, o médico brasileiro tem feito de tudo para não responder às perguntas do craque, que continua insistindo em ter notícias da partida e de seus amigos.

Neto ainda se encontra internado na UTI, sendo acompanhado de hora em hora. O pulmão do jogador precisa voltar a respirar sozinho, é um aprendizado que demanda um certo tempo e muita cautela. Edson Stakonski, médico que também acompanha o jogador, informou durante uma entrevista coletiva que as próximas 48 horas serão determinantes para o paciente.