A tarde deste ultimo sábado (17), foi um momento triste para a segurança Edvânia Nayara Ferreira Rezende, de 23 anos, que foi duramente agredida pelo comerciante Luíz Felipe Neder Silva, de 34 anos, em um clube, em Três Corações, Minas Gerais. As imagens da violência foram divulgadas amplamente na internet e motivo de inúmeras denúncias nas redes sociais. Os próprios moradores do município mineiro estão estarrecidos com a situação e indignados com a brutalidade do homem. O comerciante chegou até a contratar seguranças particulares depois da proporção que as cenas tomaram na internet. Páginas foram criadas pedindo a detenção imediata do agressor, seu nome foi divulgado, onde trabalha e onde mora, as pessoas proferiram xingamentos a ele e repudiaram a sua ação.

Publicidade
Publicidade

Diante da repercussão negativa, o Luiz Felipe chegou a excluir a sua conta no Facebook. Além da mobilização online moradores da cidade estão organizando uma caminhada repudiando o ato de violência e pedindo a prisão do comerciante. Um dos pontos críticos dessa história é que a mulher de Luiz Felipe que estava sendo agredida por ele na ocasião e foi defendida pela vigia que acabou apanhando, é delegada justamente na Delegacia de Proteção à Mulher. Ela já teria participado de inúmeros eventos palestrando em defesa das mulheres e contra a violência, e, no entanto, vivia a situação dentro da própria casa.

Outros eventos do passado do homem vieram à tona depois que o vídeo foi divulgado. Segundo consta nos registros polícias em janeiro o comerciante teria sido acusado por um funcionário de tê-lo agredido, e foi indiciado por lesão corporal.

Publicidade

Na época Luiz Felipe teria invadido a residência do trabalhador juntamente com o outro homem que portava uma arma, e na época teria deferido vários chutes e socos contra o homem. Os dois conseguiram fugir antes da polícia chegar e por isso não foram autuados em flagrante. Além disso, dois outros homens, sendo um funcionário de uma das empresas do comerciante também registraram queixa contra ele no passado. Dessa vez, no entanto, Luiz Felipe passou dos limites com a violência, e os moradores pedem por justiça. Até o governador do estado se manifestou repudiando a ação do homem, e se solidarizando com Edvânia. Para ele é preciso reconhecer que o problema da violência existe, para que seja possível combatê-lo.

#Crime #Investigação Criminal