Um #Crime bárbaro mexeu com os moradores da cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Pais de um bebê de apenas três meses acabaram sendo presos em flagrante pelo falecimento da criança. A situação aconteceu no bairro de xerém. O bebê, que preferimos não identificar o nome devido ao fato de ser um menor de idade, estava em casa com a família, mas chorava muito. O pai dele, Leandro Júnior da Trindade Marques, de 20 anos. No momento do crime, a mãe do menino estava dando banho em outro filho. Sem paciência para cuidar da criança, Leandro diz que ficou irritado e que não queria mais ouvir o bebê chorar, jogando ele contra a parede.

Publicidade
Publicidade

A criança não faleceu com a pancada. Ela continuou chorando, durante horas. Mesmo assim, o casal decidiu não prestar qualquer tipo de socorro à ela. Já na manhã, o bebê amanheceu morto. O casal, ao acordar, ligou para a polícia militar, que ouviu os dois. No entanto, durante os depoimentos, eles entraram em contradição diversas vezes e acabaram presos. A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada. Inicialmente, segundo o delegado Willians Batista, que cuida do caso, o pai da criança disse que ela caiu da cama. Em seguida, ele contou que, ao brincar com o bebê, a criança caiu.

Os peritos, ao analisarem o corpo da criança, perceberam que ela tinha uma fratura na cabeça, além de vários hematomas nas nádegas e nas costas. Os pais da criança acabaram confessando que não aguentavam ela e que não estavam arrependidos do ato que cometeram.

Publicidade

O casal contou que morava junto há um ano e que o pai da criança batia frequentemente na criança. A mãe do garoto também responderá por homicídio, já que deixou que a situação acontecesse, não prestando qualquer tipo de socorro. Já o pai responderá por homicídio triplamente qualificado.

O pai de Leandro, um pedreiro, que morava com o casal, disse que nunca viu eles batendo do bebê. No dia do crime, eles estavam na casa da mãe do rapaz, mas a residência oficial da dupla é em Magé, município que faz fronteira com Duque de Caxias. #Investigação Criminal