As autoridades colombianas já não têm dúvidas de que a pane seca foi fundamental para a queda do avião que levava a delegação da #Chapecoense. A aeronave estava com menos combustível do que é exigido por lei e durante uma coletiva de imprensa, o órgão colombiano que está investigando o #Acidente informou nesta última quarta-feira (30) que de fato, a pane seca foi a responsável pelo problema elétrico.

As investigações começaram agora, mas já ficou comprovado de que não havia combustível nos destroços. Também, pela gravação que mostra a conversa entre o avião da Lamia e a torre de controle, fica claro o problema da falta de combustível.

Publicidade
Publicidade

Sem combustível, os motores do avião simplesmente "apagaram" e são eles que geram a eletricidade para a aeronave. Se não tem combustível, a pane elétrica é certa de acontecer, foi o que informou o secretário de Segurança Aérea da Aeronáutica Civil da Colômbia.

De acordo com as normas internacionais, todo avião precisa viajar com combustível suficiente para levá-lo até o seu destino e para que possa ter pelo menos mais 30 minutos de voo, justamente para um caso de emergência. No aeroporto de Medellín tinham outros dois voos com prioridade de aterrissagem, inclusive o da VivaColombia, que estava com vazamento de combustível.

Vendo que haviam outros aviões para pousarem primeiro, o piloto da Lamila simplesmente disse não haver problema e foi dar sua volta, aguardando o momento certo para aterrissagem, só que de repente ele avisa que está com pouco combustível e diz que é uma emergência.

Publicidade

A pane elétrica acontece, o avião perde o controle e cai, tudo muito rápido. De acordo com Bonilla, a torre do aeroporto ainda tentou passar o avião com a delegação da Chapecoense na frente dos demais, mas já era tarde demais.

O avião que caiu com a delegação da Chapecoense também desrespeitou a leis da Bolívia, que exige combustível pelo menos para mais uma hora de voo. As investigações prosseguem, mas tudo indica que a falta de combustível foi mesmo o que ocasionou a queda. #Tragédia