Na última semana aconteceu algo que acabou chocando todo o Brasil e tem deixado muita gente sem dormir.

O programa "Papo de Graça", apresentado pelo pastor Caio Fabio, ganhou repercussão na internet em todo o mundo.

No programa, existe o hábito de ler os e-mails recebidos durante a semana e a mensagem escolhida para o debate foi de um jovem que afirma ser filho de um pastor, revoltado com as regras que o pai coloca na #Igreja e até mesmo em casa.

O rapaz relatou ao programa ter flagrado o pai com dois garotos de programa, em uma cena nada apropriada para um pastor.

Com dor no coração, o jovem, que acabou flagrando o pai tendo relações sexuais com os dois garotos de programa, diz que está traindo a mãe por guardar este segredo e não revelar a verdade.

Publicidade
Publicidade

O que revoltou mais o filho do pastor foi que o pai sempre foi um pastor "linha dura" e de opiniões fortes.

Em suas pregações, o pastor sempre fala das atitudes que os jovens têm tomado atualmente, ao assumir seus relacionamentos com pessoas do mesmo sexo.

O pastor é muito conhecido por ser #Homofóbico e sempre está querendo impor para os #Gays que a condição homossexual é algo errado e um estilo de vida que desagrada a todos, até mesmo Deus.

Para Caio Fábio o comportamento do pastor é muito normal hoje em dia, porque líderes evangélicos acabam escondendo o desejo que têm e acabam pagando para outros homens transarem com eles.

Fatos e verdades

Aconteceu no mês de julho deste ano algo que acabou deixando todos os moradores de Belo Horizonte, em Minas Gerais, perplexos.

Na Igreja Contemporânea Evangélica, foi realizado um casamento gay, entre o pastor Daniel Castro, de 33 anos, e o diácono da sua igreja, Guilherme Fraga e Castro, de 31 anos, que é cabeleireiro.

Publicidade

Toda a harmonia de uma cerimônia religiosa aconteceu, com maquiagem, pó de arroz no rosto e buquê de flores, e foi conduzida por um pastor evangélico, juntamente com um juiz de paz.

O pastor Daniel Castro informou que, no começo, foi muito difícil assumir essas crises existenciais e que não era fácil assumir tal desejo. Ela afirmou que tudo ficou em ordem quando conheceu a Igreja Evangélica Contemporânea e que percebeu que Deus é amor.