Neste domingo, 18, um vídeo envolvendo uma prisão gerou grande repercussão na internet. Uma jovem, aparentando menos de trinta anos, acabou sendo presa depois de dirigir completamente embriagado. De acordo com informações do SBT, a moça acabou sendo detida, mas ficou muito revoltada com a prisão. Isso a fez virar um dos assuntos mais comentados do Facebook. Inicialmente, a presa chegou a cuspir em um dos agentes que a prendeu. Já na delegacia, ela gritou bastante e ficou irritadíssima porque os agentes da lei fizeram a detenção dela. "Eles deveriam ficar prendendo criminosos, traficantes, não uma mulher de família, que tem mãe e pai", disse a mulher, ensaiando gritos e choro na prisão.

Algemada em uma barra de ferro, ela afirmou categoricamente que era uma Patricinha.

Publicidade
Publicidade

"Eu tenho pai e mãe para me bancar", disse ela, afirmando aos jornalistas que ela realmente gosta de ser bancada. Em seguida, no entanto, ele acabou lembrando que os pais estavam vendo tudo aquilo e que não deveriam estar gostando tanto das cenas. "Eu sei que eu aprendi a lição. Já fui presa. Aprendi e nunca mais eu vou beber em minha vida", disse ela no vídeo que rapidamente chegou a dezenas de milhares de exibições na internet.

Outro vídeo que gerou muita repercussão na web foi uma agressão a uma guarda civil feminina. Um homem em Minas Gerais, após ter o seu carro ter parado pela guarda, ficou muito irritado. Ele deu um soco na cara da mulher, puxou o seu cabelo e deu um chute nela. A situação acabou repercutindo em todo o mundo e um vídeo que mostra que toda a cena deu o que falar. Apenas uma das publicações teve mais de dois milhões de exibições.

Publicidade

A mulher agredida não teria se ferido gravemente e o homem acabou sendo preso pela sua ação.

Veja abaixo o vídeo que mostra a mulher cuspindo em um policial e depois dando declarações curiosas. Na sua opinião, o que deveria ser feito com a jovem que dá essas declarações tão polêmicas? Não esqueça de deixar seu comentário. Ele é sempre importante para todos nós.

#Crime