A polícia de São Paulo procura um homem suspeito de matar a própria companheira e depois abandonar a filha recém-nascida em um carro, na capital paulista.

Os policiais militares chegaram até a bebê, de cerca de três meses de idade, depois de receberem uma denúncia anônima na última quinta-feira (1º).

Ao chegarem no local, verificaram que a criança ainda estava com vida, no banco da frente. Eles a resgataram e encaminharam para os serviços de saúde e assistência social.

Após o salvamento da menor, os agentes pesquisaram a placa do veículo e descobriram que o proprietário morava em Mairiporã, na zona rural. O município pertence à grande São Paulo.

Publicidade
Publicidade

A chegarem na residência do proprietário do veículo, os oficiais se depararam com uma moradora morta. A vítima era a mãe da criança abandonada, identificada como Rosangela Bruno Norberto, de 32 anos de idade.

A mãe morreu após receber golpes de facas no pescoço. Para os investigadores que atuam no caso, a principal suspeita é de que o dono do carro e pai da menor tenha assassinado a esposa e depois decidido largar a criança no carro.

A polícia não divulgou o nome do suspeito, que está desaparecido e ainda não foi localizado. Conselheiros tutelares fizeram os primeiros trâmites de acompanhamento da criança, que posteriormente foi encaminhada na parte da noite para os tios maternos. A ocorrência está sendo investigada pela Delegacia Central de Mairiporã. O pai continua considerado como foragido.

Publicidade

Não fosse a denúncia anônima ter sido feita com rapidez, a recém-nascida poderia ter morrido. No último dia 23, um bebê faleceu em Araçatuba após ter sido esquecido por mais de cinco horas dentro de um carro. Ele tinha cinco meses e foi enterrado no último dia 24.

A criança foi esquecida pelo pai, um rapaz de 25 anos, que foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O rapaz responderá o processo em liberdade.

Em depoimento, ele contou que deixou o filho mais velho, de cinco anos, na creche e depois deveria levar o mais novo na casa da sogra. Acontece que ele esqueceu da segunda tarefa e foi trabalhar. Quando se deu por conta e voltou no carro, cinco horas depois, a criança já estava desmaiada. A equipe que fez o socorro médico não conseguiu reanimá-la. #Crime #Investigação Criminal