A Policia Federal realizou uma operação de buscas nesta terça-feira, dia 27, nas gráficas responsáveis pela produção do material de campanha da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e do seu então vice-presidente Michel Temer (PMDB) durante as eleições presidenciais de 2014.

Em investigações do âmbito do Tribunal Superior Eleitoral, foram feitas buscas na Red SegGráfica, na Focal Confecção e Comunicação Visual e na Gráfica VTPB, empresas que em outubro deste ano tiveram seu sigilo bancário quebrado. O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo também teve documentos investigados para verificação das alegações dos gastos de campanha.

Publicidade
Publicidade

O Ministério Publico afirma ter encontrado"fortes traços de fraude e desvio de recursos que foram repassados às empresas contratadas pelo Comitê Eleitoral". Segundo o órgão, foram encontrados indícios que apontam “desvio de finalidade dos gastos eleitorais para outros fins que não os de campanha.”

A defesa da ex-presidente #Dilma Rousseff nega as acusações, enquanto os defensores do ex-vice de Dilma e atual Presidente da Republica Michel Temer afirmam que as contas de campanhas de ambos eram separadas.

Caso as irregularidades sejam comprovadas, o processo pode levar a cassação da chapa Dilma-#Temer, o que resultaria na deposição do atual presidente e em eleições indiretas para conhecer seu sucessor, tendo em vista que mais da metade do mandato já foi cumprido, o que impede a realização de novas eleições gerais até o pleito de 2018.

Publicidade

#Polícia Federal