Um policial civil sozinho e mesmo após ser baleado, conseguiu evitar assalto a uma agência dos Correios, que está localizada na cidade de Naque, a 60 quilômetros de Governador Valadares, em Minas Gerais. Câmeras de segurança instaladas dentro e fora do estabelecimento registraram toda ação.

A ação criminosa aconteceu na última terça-feira (13), e as imagens foram divulgadas na quarta-feira (14), na página oficial dos Agentes Federais do Brasil hoje.

Nas imagens, é possível ver quando os dois criminosos chegaram em uma moto e armados no local. Eles descem da motocicleta, porém não tiram o capacete para não serem identificados.

Publicidade
Publicidade

Um deles entra na agência do Correio e anuncia o assalto.

O comparsa entra em seguida, mas são surpreendidos pelo investigador de polícia, Insnaider Figueiredo Amaral, que passava pelo local, e resolveu intervir na ação dos bandidos. O vídeo mostra que um deles corre, e depois retorna, enquanto o outro fica dentro da agência, e acaba tendo troca de tiros no local. Alguns clientes que estavam dentro da agência conseguem fugir, outros, porém ficam encurralados no tiroteio e tentam se proteger.

O policial acaba sendo baleado, mas mesmo ferido ele continua enfrentado os criminosos. Em determinado momento já fora da agência, ele entra em luta corporal com os dois marginais, que tentam desarmá-lo. Amaral rola no chão com os bandidos, até que aparece um homem no vídeo, que atinge um dos bandidos com um chute.

Publicidade

O agente consegue se levantar, os assaltantes sobem na moto para fugir, e o policial se joga em cima da moto e derruba-os. Novamente o agente entra em luta corporal com os bandidos, e o vídeo se encerra.

De acordo com o Jornal Correio do Estado, os criminosos conseguiram fugir, um deles era menor de idade. Durante a fuga eles encontraram uma viatura da Polícia Militar e desviaram.

Equipes de Polícia Civil e Militar foram acionadas, e contaram com a ajuda de cães farejadores, que localizaram os meliantes que foram presos. Os fugitivos tinham 18 e 15 anos. Eles atuavam em companhia de mais três comparsas, que teriam 18, 30 e 38 anos de idade. Que também foram localizados e presos pelos policiais.

O investigador Amaral que foi ferido pelos criminosos, foi socorrido e recebeu atendimento hospital, e felizmente seu estado de saúde não oferece risco a sua vida.

Amaral já trabalha há 20 anos como investigado na cidade de Açucena, e teria ido á Naque, se encontrar com o delegado da cidade para pegar um documento. Foi quando avistou o assalto e resolveu intervir.

A agência dos Correios permanece fechada, deste o dia da tentativa de assalto e sem previsão de abertura. A Polícia Federal assumiu as investigações, e continuará a frente do caso.

#Crime #Casos de polícia