Em sua primeira mensagem após o acidente com o avião que transportava o time da Chapecoense, o jornalista Rafael Henzel agradeceu muito a segunda oportunidade que Deus lhe deu de continuar aqui na Terra.

Ele é um dos seis sobreviventes da queda da aeronave, junto com outros três brasileiros e outros dois bolivianos. O recado, transmitido nesta segunda-feira (5), foi para os ouvintes Rádio Oeste Capital, de Chapecó, em Santa Catarina.

Na mensagem o narrador esportivo e jornalista fez um balanço emocionado de tudo o que aconteceu e falou que está aproveitando a segunda chance que Deus lhe concedeu. Já prevê uma volta para casa para continuar o tratamento das lesões e para comemorar a vida.

Publicidade
Publicidade

Disse ainda estar pronto para a próxima, antes de mandar beijos para todos os ouvintes da emissora.

De acordo com a equipe médica que cuida dos sobreviventes, todos os brasileiros apresentaram melhoras graduais nas 24 horas anteriores a este domingo (4). Eles estão hospitalizados em leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), com quadros de saúde bastante delicados.

Todos permanecem em Medellín, na Colômbia. O médico Marcos André Sonagli, que está em solo colombiano, informou que já estão livres de respiração mecânica os jogadores Alan Ruschel e Jackson Follmann, assim como o radialista Rafael Henzel.

O único que ainda precisa dos aparelhos para respirar é o zagueiro Neto. Ele continua entubado e teve uma noite agitada após os médicos reduzirem o volume de sedativos. Ele é o caso que mais inspira cuidados intensivos.

Publicidade

No dia do #Acidente, ainda no saguão do aeroporto, o repórter Rafael Henzel chegou a gravar palavras do zagueiro Neto para os torcedores da Chapecoense. Na ocasião, Neto agradecia por ter se recuperado muito bem de uma grave lesão e por poder participar da final do campeonato sul-americano.

Henzel ainda postou nas redes sociais uma foto das bagagens e de alguns jogadores do time dentro do avião. E um pouco antes de decolar disse que estava animado por estar no mesmo voo da Chape para fazer a cobertura da disputa inédita para a equipe.

#Tragédia