Nesta segunda-feira, 26, o departamento de aeronáutica da Colômbia divulgou seu parecer sobre a queda do avião que levava o time da #Chapecoense para a cidade de Medellín, na Colômbia. A aeronave caiu a trinta e oito quilômetros da cidade, que sediaria a final da Copa Sul-Americana. De acordo com a perícia, o piloto do avião, Miguel Quiroga, cometeu uma sucessão de erros que levaram à queda de sua aeronave em um morro conhecido como 'El Gordo'. A #Tragédia aconteceu no dia 29 de novembro. 71 pessoas faleceram e apenas seis estão entre os vivos. Miguel, segundo as autoridades, poderia ter feito algo muito simples que certamente salvaria mais vidas.

Ficou comprovado pelos áudios ouvidos até agora que ele, em nenhum momento, avisou aos passageiros que passava pelos problemas.

Publicidade
Publicidade

Caso Miguel tivesse dito que faria um pouso de emergência, todos os passageiros estariam em seus assentos, com as fivelas do cinto de segurança presas, o que acabou não acontecendo. Durante a queda, muitos corpos estavam soltos e ajudaram a matar até pessoas que estavam seguras em seus assentos. Isso fez com que a maioria dos sobreviventes estivesse na parte de trás do avião. Além disso, existe uma posição, chamada de "fetal", que ajuda a amenizar o impacto, pois protege as regiões vitais, como a cabeça e o tronco, onde está o coração.

Diferente do que foi anunciado no início pela imprensa, nem mesmo os comissários de bordo fizeram tal posição, como eles vieram depois a confirmar em depoimentos. Além da falta de combustível, o avião ainda estava com excesso de peso, o que faz a aeronave gastar mais gasolina do que o normal.

Publicidade

Mas não para por aí. Minutos antes de cair, dois dos quatro motores do avião acabaram quebrando e em nenhum momento o piloto comunicou isso à torre. Ele apenas dizia que tinha um problema de combustível, como outra aeronave que estava na mesma condição e precisou fazer um pouso de emergência na mesma noite.

Veja abaixo uma reportagem da TV Record que fala sobre as evoluções das investigações a respeito da queda aérea: