O segundo suspeito de tentar roubar a moto de um sargento da PM, na véspera de Natal, foi detido após confessar o crime. Tudo aconteceu enquanto ele e seu comparsa abordaram o policial, que não estava fardado, enquanto o mesmo se dirigia para o trabalho, com uma moto Yamaha Fazer.

Durante a ação criminosa, o policial disparou em ambos os assaltantes. Um deles, Lucas Henrique da Silva Laureano, de 18 anos, acabou falecendo e o segundo, identificado como Keven N. R. Medrado, de 19 anos, foi localizado naquela tarde, com um tiro no ombro e não negou o envolvimento no #assalto. Os dois já tinham um histórico de passagens policiais.

Publicidade
Publicidade

Segundo informações transmitidas pelo soldado Colonesi, que atua na Força Tática da PM e efetuou a prisão de Keven, ao lado do também soldado Vanderlei, o suspeito foi localizado em sua residência, que fica no Parque Vitória Régia, o mesmo possuía um curativo caseiro no ombro, devido ao disparo que acertou o local e não omitiu a participação na tentativa assalto, facilitando o trabalho dos soldados.

Enquanto realizavam a apreensão, os soldados também encontraram roupas sujas de sangue na casa de uma tia Keven, localizada no Jardim Zulmira. Ao que parece, ele inicialmente se escondeu no local, após a tentativa de roubo. Kevin teria fugido pelo matagal que existe nas proximidades do quartel da PM.

Colonesi informou ainda que Keven e Lucas tinham passagens pela polícia por receptação, sendo que o primeiro teve ainda participação em ato infracional de tráfico de drogas, fazendo com que a pena possa ser maior após o julgamento.

Publicidade

Antes de ser detido, Keven foi encaminhado para a Unidade Pré Hospitalar (UHP), onde foi medicado e logo em seguida foi levado para o Plantão Sul, onde foi autuado em flagrante e reconhecido pela vítima.

O soldado que sofreu a tentativa de assalto também havia feito o reconhecimento de Lucas, que acabou não resistindo aos ferimentos causados pelo disparo. Tudo aconteceu no bairro Cerado, na véspera do Natal.

Keven agora aguarda pela realização dos procedimentos policiais, que determinarão sua pena, para saber o que terá de fazer após tentar cometer o ato infracional. A moto que eles utilizavam para a tentativa de assalto já foi detida, enquanto a vítima passa bem e não teve a moto furtada. #reage #Casos de polícia