Nesta terça-feira, 6, um tornado atingiu o Brasil. Ele foi visto na região rural da cidade de Aral Moreira, no estado do Mato Grosso do Sul. A cidade está a mais de trezentos quilômetros da capital do estado. O tornado, de grandes proporções, felizmente, não teria causado grandes estragos. O fenômeno nada comum aqui no Brasil, para muitos internautas, teria sido previsto pelo #Vidente Carlinhos. Isso porque ele disse em um programa de televisão, que a partir do fim do ano, tragédias naturais aconteceriam no país, supostamente com fenômenos incomuns, como tornados e ciclones. Por se tratar de uma previsão ainda em andamento, lembramos que o caso não passa de uma especulação.

Publicidade
Publicidade

O vídeo do tornado ganhou a internet. Centenas de pessoas se disseram impressionadas com as imagens fortes. De acordo com informações da Globo.com, o tornado não teria causado nenhuma vítima. No entanto, testemunhas dizem que ficaram assustadas com tanto vento. As imagens exibem como o fenômeno é formado. Uma novem forma um funil e, em seguida, ela toca o chão, recheado de plantações. Não é possível, ao certo, saber a dimensão da velocidade dos ventos, já que não existiam instrumentos de medição na localidade. Os tornados, como já dissemos, não são nada comuns. Aqueles considerados fortes, duram poucos minutos, chegando até a 200 Km por hora.

Mais do que isso, os ventos podem ser classificados até como furacão, que tem a capacidade de durar dias, devastando cidades inteiras.

Publicidade

Um furacão neste ano devastou parte do Haiti e conseguiu ter força para chegar ao estado da Flórida, nos Estados Unidos. No estado americano, porém, os estragos já não foram tão grandes, já que boa parte da cidade foi construída pensando nesses fenômenos da natureza, como os parques da Disney.

Veja abaixo o vídeo que mostra o tornado atingindo o Brasil. As imagens mostram toda a força da natureza. A sequência é realmente impressionante.

Abaixo você pode observar algumas previsões feitas pelo vidente que se tornou o mais conhecido do Brasil. Você acredita nas previsões dele? Comente!