Criminosos estariam impondo condições para as empresas de transporte intermunicipais que quisessem parar seus veículos no destino final do Terminal Américo Fontanelle, na estação Central do Brasil, no centro do Rio de Janeiro. Os traficantes estipularam uma taxa fixa de cinco mil reais para que as empresas de transporte pudessem trafegar e estacionar ali. Os bandidos seriam moradores do Morro da Providência que fica na região, e estariam quebrando e danificando os ônibus das companhias que se recusassem a pagar a quantia pedida por eles. Segundo informações da concessionária de segurança, ao todo sete linhas de diferentes empresas já teriam desviado a rota do destino final para a Rua Acre, que fica cerca de dois quilômetros da região.

Publicidade
Publicidade

Inúmeros transportes de lotação foram destruídos, tendo seus vidros quebrados e interiores comprometidos. Além disso, alguns motoristas já denunciaram à polícia que sofreram ameaças dos criminosos, caso parassem no local.

As mudanças em decorrência das ameaças alteram o funcionamento do Terminal que tem uma movimentação intensa todos os dias, com cinquenta e cinco linhas circulando e milhares de usuários cotidianamente. De acordo com testemunhas há pouco policiamento no local, apesar da sede do Comando Militar do Leste ficar há menos de um quilômetro da estação. Ao que tudo indica a maioria das dezessete empresas que circulam foram praticamente obrigadas a deixar de trabalhar no terminal devido ao medo de represálias. Ao que consta a região é bastante perigosa e o problema não envolve só as companhias, mas também os usuários que se vêem a mercê dos bandidos.

Publicidade

Apesar das reclamações, não existe nenhum registro de ocorrência e até mesmo o sindicato que rege a situação dos motoristas não tem nenhuma acusação formal.

A comunidade da Previdência sofreu processo de pacificação, algumas unidades de polícia pacificadora já trabalham na região. De acordo com a polícia militar e do batalhão mais próximo à região não foi feito nenhuma sinalização sobre a ação dos criminosos, ou reportado alguma informação sobre a necessidade de pagamento de pedágio para se estacionar no terminal. A PM ainda disse que vistorias são realizadas cotidianamente no local, com rondas e policiamento com a finalidade de conter a ação de possíveis criminosos. A partir da denúncia a polícia se comprometeu a averiguar a situação com mais profundidade e aumentar a segurança. #Crime #Investigação Criminal