A bravura e a coragem de uma policial feminina está sendo louvada nas redes sociais desde que um vídeo filmado de forma amadora na Bahia foi publicado.

As imagens mostram um homem visivelmente transtornado em cima de uma viatura da Polícia Militar, com arma em punho, ameaçando ferir alguém. Provavelmente o criminoso estava em fuga e resolveu agir daquela forma para não ser preso.

Entretanto, ele não contava que sua ousadia ficaria perderia para a coragem de uma policial feminina que entrou em ação e resolveu de vez a parada.

O vídeo, de pouco mais de um minuto e meio, começa focando de longe o suposto bandido armado, já em cima da carroceria do veículo oficial.

Publicidade
Publicidade

Os populares que filmam os fatos parecem estar repletos de adrenalina para saber o desfecho da situação. Eles narram a chegada de outros policiais. De repente, uma mulher depois identificada como sargento da PM baiana anda em direção ao meliante, que de costas não percebe sua aproximação.

Ela se estica e consegue puxar o suspeito pelo braço com toda força para que ele se desequilibre e caia da carroceria. E é exatamente o que acontece. Ainda em movimento ele chega a disparar, mas o tiro aparentemente não acerta ninguém.

“Pronto, já foi”, diz o cinegrafista amador, que registra o delírio dos demais populares com a imobilização do criminoso. Todos correm em direção ao homem, que agora aparece sendo desarmado e algemado pela policial que o desestabilizou e também por seus colegas de farda.

Publicidade

A impressão é que o homem estava alcoolizado e sem o juízo perfeito. Depois de ver o rapaz devidamente algemado, a plateia em volta comemora e bate palmas. Os aplausos demonstram o reconhecimento da rápida intervenção da polícia em uma área comercial.

No vídeo, publicado na página do Facebook Polícia Militar Notícias, não há a informação da cidade onde tudo aconteceu. O infrator foi encaminhado para a delegacia.

Mais de 200 pessoas acompanharam a movimentação ao vivo. O post foi compartilhado mais de 200 vezes em menos de 24 horas.

Assista:

#Crime #Casos de polícia