Nesta terça-feira, 6, o portal de notícias G1 divulgou um caso que envolve uma banda de sucesso do Brasil. No fim de semana, um show do grupo 'A Vingadora' terminou em tragédia. Durante a apresentação no bairro de Palmares, em Salvador, a cantora Tays Reis teve que ser retirada às pressas. Isso porque um homem começou a efetuar disparos no local. O dançarino Marcelo Tosta, de trinte e sete anos, acabou sendo atingido pelos tiros e morreu. O incidente foi registrado na case de espetáculos 'Coliseu do Forró'. Um vídeo publicado no Youtube mostra como tudo ocorreu. As imagens exibem a correria da cantora para também não ser atingida. Apesar de curto, o vídeo ainda mostra o grito da plateia, que estava ali apenas por alguns minutos de entretenimento.

Publicidade
Publicidade

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a polícia recebeu as imagens e está analisando se com elas consegue ter mais informações do que aconteceu. Quem teria feito os disparos é um guarda municipal. Ele também foi baleado, mas no joelho, estando internado em um hospital da região. Ao que se sabe, o militar e um amigo começaram a discutir com o dançarino. Em seguida, começaram a se socar na plateia, que fez um buraco na casa de shows. A segurança de 'A Vingadora' foi rápida, retirando a cantora a partir do momento que as coisas saíram do controle. Armas foram sacadas e houve a morte.

Investigação para saber o que ocorreu

Os tiros que mataram o dançarino teriam sido efetuados por uma pistola de uso pessoal do guarda. A delegacia que investiga o caso diz que o acusado já se contradisse diversas vezes sobre o que aconteceu naquela noite trágica.

Publicidade

Um exame deve ser feito para provar se foi ou não o guarda quem atirou em Marcelo. O delegado responsável pelo caso disse que a polícia não tem dúvida da participação de outro homem no assassinato. No entanto, este não foi identificado. O rapaz morto foi enterrado no domingo, 4.

Veja abaixo o momento em que a cantora de 'A Vingadora' é retirada às pressas do palco.

#Crime