Na noite do último sábado (10), dois criminosos atiraram à queima roupa contra um jovem de apenas 25 anos que se encontrava em uma distribuidora de alcoólicos em Aparecida de Goiânia, município da região metropolitana da capital do estado. A polícia ainda investiga o caso que assustou os clientes do estabelecimento que também se encontravam no local no momento do #Crime. Aproximadamente vinte e cinco pessoas estavam sentadas dentro da distribuidora quando os dois homens apareceram. O circuito interno de segurança flagrou a ação dos bandidos e o momento em que um dos criminosos atiraram à queima roupa no jovem. Nas imagens é possível ver que o espaço estava cheio, ao que parece também funcionava como um bar.

Publicidade
Publicidade

Um dos criminosos, que vestia moletom com capuz branco, aparece e começa a atirar no rapaz que estavam conversando com uma jovem do lado de fora do comércio. Ainda pelas cenas é possível ver que a vítima tenta fugir para dentro do da distribuidora, mas é atingido por vários disparos antes de conseguir se esconder atrás do balcão.

O vídeo mostra o momento em que os clientes percebem a ação dos criminosos e ficam desesperados, algumas pessoas correm, outras tentam se esconder debaixo de mesas. Ao que tudo indica não se tratou de um assalto, e os criminosos não queriam roubar nada no local, eles teriam comparecido com a finalidade de matar o jovem, ou seja, parece se tratar de uma execução. Os dois bandidos que chegaram à distribuidora em uma motocicleta conseguiram fugir antes da chegada da polícia.

Publicidade

O jovem morreu ainda dentro da distribuidora, uma outra mulher foi atingida no pé, mas foi socorrida no Centro de Atendimento Integral à Saúde, e não corre risco de vida. A polícia investiga o crime bárbaro, e segundo a divisão de homicídios, testemunhas que estavam presentes no momento serão ouvidas para ajudar na identificação dos criminosos. Além disso, a polícia também tenta entender as motivações do crime e se existe algum envolvimento com o tráfico de drogas, ou pagamento de contas. Até o presente momento nenhum dos dois foi localizado.

#Investigação Criminal