Em patrulhamento pelas ruas da Capital Paulista, os Policiais Militares do Comando de Trânsito (CPTran), atuantes na Equipe de Busca e Apreensão do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) apreenderam um veículo com a quantidade assustadora de quase 1200 multas que geraram uma dívida de R$ 5.180.952,37. O veículo Honda Fit 2005/2006 teve a maioria das suas infrações por excesso de velocidade e também por falta de cumprimento das normam do rodízio.

O automóvel, registrado em nome de uma empresa, será leiloado para pagamento de parte da dívida junto aos órgãos competentes e o saldo ficará como débito no nome do proprietário do veículo.

Publicidade
Publicidade

O Departamento chegou a este valor, considerando que parte dos débitos ocorre quando a pessoa jurídica dona do veículo deixa de indicar o condutor que é o autor das infrações e nesta situação a legislação prevê que uma multa tem seu valor multiplicado pelo número de vezes que aquela mesma infração se repetiu nos últimos 12 meses. Sendo assim, se o carro foi multado por avançar o sinal vermelho 10 vezes no último ano,será aplicada uma multa no valor de R$ 2.934,70, ou seja, o valor original de R$ 293,47 é multiplicado por 10.

Mudanças na CNH

Já está em vigor desde o ultimo dia 2, o novo modelo da CNH emitida em todo o país. Com novas cores, padronizações mais visíveis e dispositivos de segurança mais avançados. As mudanças visam acrescentar maior segurança ao documento. Vale lembrar aos condutores que estão com suas habilitações dentro do prazo de validade que não precisam se preocupar em trocá-la antes do vencimento.

Publicidade

Algumas alterações: a tarja que fica no topo do documento (era azul esverdeada) agora é preta e ao seu lado direito aparece o mapa e a sigla do Estado em que o documento é emitido. No canto superior esquerdo o mapa do Brasil será impresso com tinta de variação óptica dificultando sua falsificação. Houve a inclusão de Brasões da República e fios com letras minúsculas que serão visíveis através da luz UV. Os agentes de trânsito colocaram em uso o aplicativo específico do Denatran para a conferência dos dados do condutor. #Acidente aéreo #Donald Trump