Dois dias depois de ter sido atacado, o #Pastor Valdemiro Santiago decidiu pedir ajuda financeira aos seus fiéis, tentando juntar, o mais rapidamente possível, 8 milhões de reais para que os custos de um mês do seu canal possam ser suportados. Tal como informa o site “UOL”, o líder da Igreja Mundial, mesmo debilitado, decidiu gravar um vídeo para explicar qual é a situação do canal “Rede Mundial”, ao lado da sua mulher, a bispa Franciléia. “Eu preciso de ajuda para pagar este canal, esta obra”, disse o pastor, falando diretamente para oito mil fiéis que possam dar mil reais cada um.

O ataque no domingo passado, 8 de janeiro, a um dos pastores mais seguidos e famosos do Brasil, criou um grande impacto na opinião pública no país.

Publicidade
Publicidade

Se muitos lamentaram esse ataque covarde pelas costas do apóstolo, a verdade é que outros desejaram mesmo a morte do pastor, garantindo que ele apenas usa a bondade e o #Dinheiro doados pelos seus fiéis para seu próprio proveito.

Por isso mesmo, quando o pastor Valdemiro Santiago decidiu novamente pedir a ajuda financeira dos seus fiéis, muitos brasileiros se revoltaram contra ele, questionando até que ponto o líder da Igreja Mundial vai usar esse ataque para conseguir ainda mais doações e visibilidade. Como garante o site “UOL”, o objetivo dessa doação, que caso se concretizasse seria histórica no Brasil, era para exclusivamente ajudar com a “obra” que é o canal “Rede Mundial” que, segundo o pastor Valdemiro Santiago, tem um custo mensal de cerca de oito milhões de reais.

Além do pedido de ajuda financeiro, Valdemiro Santiago revelou que se encontra bem, pedindo para que o autor do atentado contra si seja libertado, pois Deus é quem tem o poder de castigar.

Publicidade

Na verdade, ainda no hospital, o apóstolo resolveu garantir que perdoava o jovem agressor, de 20 anos, revelando que também vai lutar por ele. O Pastor já se encontra na sua casa, recuperando ao lado da sua mulher, não se sabendo ao certo quando ele poderá retornar às suas funções normais como líder da Igreja Mundial. #Crime