Dois juízes mandaram para casa 161 presos da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo. Eles ainda continuam com a pena em vigor, mas de acordo com a justiça local, a levada dos presos, por uma semana, para casa, teria o objetivo de mantê-los seguros. A decisão judicial aconteceu depois que 33 presos foram mortos no presídio, que fica em Roraima. De acordo com o G1, os presos foram liberados entre o sábado, 7, e o domingo, 8, e devem voltar para casa na sexta-feira, 13. O benefício foi confirmado pela Secretaria de Justiça e Cidadania.

A soltura dos presos, por período temporário, foi um pedido da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Roraima.

Publicidade
Publicidade

O próprio diretor da unidade, Wlisses Freitas, escreveu um documento, no qual fala sobre a falta de possibilidade de conseguir dar segurança a todos os presos e funcionários do local. Curiosamente, a reivindicação do diretor do presídio tem a assinatura de vinte e três presos. Um dos motivos para que se tenha o medo de uma nova rebelião é o fato da cadeia estar lotada. Além disso, grupos rivais conviveriam na unidade. O governo Federal, através da figura do Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, confirmou que deve construir mais cinco presídios no Brasil.

No ocidente, o Brasil é o segundo país com mais presos. Proporcionalmente, ele é o segundo com mais detentos no mundo, perdendo apenas para a Rússia. São mais de 622 mil presos, no país, de acordo com o censo de 2014. Em apenas 14 anos, ano do censo anterior, o crescimento dos detentos foi de 167%.

Publicidade

Ou seja, o problema não é a falta de lei, tampouco a aplicação, mas o fato de que cada vez um número menos de pessoas consegue cumprir-las.

Revolta online

A justificativa de dar alguma segurança aos presos e soltá-los por uma semana irritou muita gente nas redes sociais. Em mensagens de revolta, internautas lembraram que custear um preso custa mais de R$ 2 mil por mês, mas que um pai de família trabalha dia e noite para ganhar um salário mínimo, menor, atualmente, do que metade desse valor. #Crime