No ano de 2016 tivemos vários acidentes aéreos. Na Colômbia, a tragédia que mais chocou os brasileiros e o mundo, com a morte de vários jogadores da Chapecoense. No Japão, um avião militar caiu devido a problemas técnicos. Na Austrália, dois aviões se chocaram em um #Acidente ainda na pista de voo. No Paquistão, uma aeronave caiu com 48 pessoas a bordo e no Brasil um avião caiu em Manaus, matando 5 pessoas que estavam a bordo.

Iniciamos o ano com mais um acidente aéreo, dessa vez foi com um avião de pulverização agrícola que caiu no final da manhã desta última quinta-feira (5), numa área rural da cidade de Guarapuava, na região central do estado do Paraná.

Publicidade
Publicidade

A queda da aeronave aconteceu a 11 quilômetros da BR-277.

O piloto que conduzia o avião se chama Daniel Kulicheski, de 47 anos, e ficou gravemente ferido e foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital São Vicente, na cidade de Guarapuava. A equipe médica informou que ele teve diversas fraturas na perna, na clavícula e também no punho. Seu quadro de saúde é considerado pelos médicos como estável.

Ainda não se sabe exatamente qual a causa do acidente, mas será feita a investigação para apurar o que resultou a queda da aeronave. De acordo com as informações preliminares, o piloto estava realizando o seu trabalho de pulverização a uma baixa altitude e quando o avião tocou o solo, capotou.

Um outro acidente com avião de pulverização aconteceu no ano passado, dia 15 de dezembro, em uma fazenda na área rural de Santa Helena de Goiás, no sudoeste do estado, onde a aeronave fazia pulverização em uma lavoura de cana, quando ocorreu o trágico acidente.

Publicidade

Apenas o piloto estava no avião, o mesmo não resistiu aos ferimentos e morreu.

No ano de 1959, a cidade de Guarapuava presenciou outro acidente aéreo, que marcou a história do município. Um avião da Força Área Brasileira (FAB) caiu no Centro da cidade, deixando nove pessoas mortas e uma gravemente ferida. Acredita-se que, no momento do acidente, a aeronave estava voando em baixa altitude e o piloto teria perdido o controle, causando a tragédia.