Um caso inacreditável aconteceu na aviação civil brasileira. Uma aeronave da Latam (antiga TAM) foi atingida por um #projétil de arma de fogo. Polícia Federal (PF) e Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) investigam. O caso é raro, quiçá único. Por esse motivo, a Anac informou a rádio BandNews FM que o caso também foi encaminhado a PF. A Agência cita: “excepcionalidade do caso”, para tratar o fato.

A Latam informou que sua aeronave atingida pela bala encontra-se em manutenção. A empresa confirmou que as fotos do projétil divulgadas na internet são realmente em uma de suas aeronaves, e a mesma encontra-se em São Carlos para manutenção.

Publicidade
Publicidade

O #avião é um Boeing 767-300ER prefixo PT-MSY. Tem capacidade para cerca de 260 passageiros e fez seu último voo no dia 16, segunda-feira, de Barcelona (Espanha) até Guarulhos. Ao identificar o dano, imediatamente foi levado para o hangar de manutenção da companhia, localizado na cidade de São Carlos, próximo a capital.

A origem do disparo, da arma, e do autor são desconhecidas. As investigações ainda estão em fase preliminar e serão usados recursos de câmeras e possíveis testemunhas serão ouvidas. A bala ficou alojada na asa esquerda. Lembrando que são nas asas que se armazenam o combustível. Poderia haver explosão.

Na nota sobre o caso, a Latam informa que, apesar do dano, o mesmo não causou efeitos que pudessem comprometer a segurança de operação e nem dos passageiros a bordo. Reforça também que a empresa adota os princípios de segurança mais rígidos da Aviação Civil Mundial e que auxiliará nas investigações.

Publicidade

A aviação civil mundial tornou-se alvo da mídia nos últimos meses desde o acidente do voo da Lamia, que vitimou 71 pessoas, entre elas quase o time inteiro da Chapecoense. Posteriormente, um avião de carga na Colômbia matou os 5 tripulantes, um outro avião de carga turco caiu e matou 30 no Quirguistão.

O Boeing 767-300 é um das aeronaves mais seguras do mundo. A aeronave integra a frota da Latam há menos de 2 anos, quando 10 aeronaves desse modelo foram encomendadas. A Latam reserva esse modelo para voos internacionais, dada sua autonomia de voo. #Acidente