Uma #Rebelião no maior presídio do Rio Grande do Norte, a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, ocorreu na tarde deste sábado (14). A Coordenador da Administração Penitenciária, órgão do governo do Rio Grande do Norte, confirmou pelo menos 10 mortos. A revolta atingiu também o presídio Rogério Coutinho Madruga, que fica anexo à Alcaçuz, em Nísia Floresta.

A rebelião teve início por volta das 16h30, quando detentos do pavilhão 5 se uniram com detentos do pavilhão 3 e invadiram o pavilhão 4 para assassinar membros de uma facção criminosa rival. Segundo depoimentos obtidos pelo site do G1, antes do início da rebelião, homens em um carro teriam jogado armas sobre o muro da penitenciária.

Publicidade
Publicidade

A Penitenciária de Alcaçuz tem capacidade para 620 detentos, mas já está com quase dobro da capacidade total de detentos. A Polícia Militar e os agentes penitenciários se preparavam para entrar em Alcaçuz na manhã deste domingo (15), após o dia amanhecer.

Tentativa de fuga

A possibilidade de fuga está praticamente descartada, pois a Polícia Militar, juntamente com o Corpo de Bombeiros, estão agindo para fazer bloqueios nas saídas da penitenciária e barricadas em volta do presidio, além de serem convocados todos os agentes penitenciários que estão de folga.

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) está no local, juntamente com a Força Tática e o Batalhão de Choque, para controlar a situação.

Os policiais entraram no complexo penitenciário por volta de 6h (7h em Brasília), desta manhã de domingo.

Publicidade

Vários familiares dos detentos aguardam notícias do que estaria se passando lá dentro, mas os jornalistas que acompanham o caso no local ainda aguardam por informações concretas a serem divulgadas.

Veja o vídeo da entrada dos policiais no complexo nesse domingo:

Alerta máximo

Os policiais civis do Rio Grande do Norte estão em alerta máximo estando ou não de folga, temendo uma onda de ataques que podem ocorrer por parte dos criminosos. Isso ocorreu por conta de um salve-geral que foi emitido em vários estados, causando tensão em muitas penitenciárias.

Veja logo abaixo vídeos que circulam nas redes sociais sobre a rebelião no presídio.

#Crise #Casos de polícia