As fortes chuvas registradas no Rio Grande do Sul nos últimos dias trouxeram vários transtornos não só à região metropolitana de Porto Alegre, mas também para cidades do interior do estado do Rio Grande do Sul. Mas nenhuma das situações se comparam à tragédia que ocorreu na noite de ontem (5), e durante a madrugada de hoje (6), em Rolante, no Vale do Paranhana.

Rompimento de açude agravou a situação

Além da subida do nível das águas nos Rio Mascarada, o rompimento do açude em Rincão dos Kroeff, na cidade de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha, acabou ocasionando uma #catástrofe. A cidade, que fica a 115 quilômetros de Porto Alegre, teve 15 mil de seus habitantes, 70% do total de sua população, afetados pela situação, conforme informou o vice-prefeito Régis Zimmer.

Publicidade
Publicidade

Com o nível da água chegando a dois metros, vários moradores procuraram abrigo sobre o telhado, quebrando o forro para ter acesso ao mesmo, enquanto outros aguardaram o socorro com água na altura do pescoço. Todas sentiram muito frio e algumas precisaram de atendimento médico. Bombeiros de Rolante e das cidades vizinhas de Taquara, Igrejinha e Três Coroas prestaram socorro nos pontos mais críticos.

Nas áreas centrais, a água chegou a 1,5 metro de altura. Por segurança, a RGE, companhia de energia elétrica, realizou o corte, por cerca de três horas, no fornecimento de energia em várias áreas da cidade de Rolante. Na zona rural, na comunidade ribeirinha do Rio Mascarada, estão sem fornecimento de energia elétrica devido à rede de transmissão ter sido levada pelas águas.

Conforme levantamento da Defesa Civil, na região de Alto Rolante, onde há a concentração das empresas de beneficiamento de madeira, houve o registro de perdas materiais.

Publicidade

Inúmeros veículos foram arrastados pela força das águas, pontes foram destruídas e plantações devastadas. É apontada uma estimativa de que 90% dos animais da pecuária tenham morrido na tragédia.

A cidade de Rolante possui aproximadamente 21 mil habitantes e é conhecida como "Capital Nacional da Cuca".

#enchente #rompimento açude